quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Peixeiros começam a atuar em novo espaço nesta quarta (11)

O novo local, Mercado do Peixe, fica localizado no cruzamento da Rua 1 com Avenida Carlos Janssen


A partir desta quarta-feira (11/02) os vendedores de peixe que atuavam na entrada da cidade vão começar a comercializar suas mercadorias no novo espaço cedido pela Prefeitura de Timon. Essa decisão foi acertada na tarde de terça-feira (10/02) em reunião realizada no local entre os peixeiros, membros do poder municipal e a Vigilância Sanitária.

O novo local, Mercado do Peixe, fica localizado no cruzamento da Rua 1 com Avenida Carlos Janssen, bem próximo ao lugar onde os peixeiros já trabalhavam. O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, do Trabalho e do turismo (Semdest), Victor Hugo Almeida, explicou que a partir desta quarta (11/02) os comerciantes vão trabalhar temporariamente na área externa do mercado até que seja concluída uma ampla reforma.

O espaço será todo reformado com reparos na estrutura, mudança de piso, ventilação, além de outras exigências da vigilância sanitária para que os peixeiros tenham um local adequado de venda com condições favoráveis de higiene. A Superintendência de Limpeza Pública e Urbana (SLU) disponibilizou barracas para a venda provisória de peixes.



Ainda durante a reunião todos os vendedores assinaram um termo se comprometendo a se instalar no mercado e sair da parte externa assim que a reforma for concluída. “A venda de peixes do lado de fora do mercado é temporária, apenas para que ninguém fique prejudicado até que a obra seja concluída. Depois disso, todos vão para o espaço adequado, por isso essa reunião que é para explicar toda a situação e ainda para que todos saibam das exigências da vigilância sanitária”, explicou Victor Hugo de Almeida.



Vendedor de peixe há mais de 20 anos, Raimundo Alves dos Santos, conta que a mudança vai beneficiar a todos. “Agora nossos produtos terão mais qualidade e acredito que as vendas também vão aumentar. O local antigo era bastante perigoso, perto da linha férrea, por isso acho que tudo vai melhorar com a mudança”, concluiu. Fonte: CGCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário