segunda-feira, 9 de março de 2015

Comando Geral presta homenagem a PM do Piauí morto com nove tiros em Timon

Policiais realizaram um minuto de silêncio em homenagem a colega morto

Policiais militares do Piauí prestaram na manhã desta segunda-feira (9) uma homenagem ao tenente Itamar de Oliveira Carvalho, de 49 anos, morto com nove tiros no sábado (7) dentro de casa em Timon, Maranhão. Durante a solenidade de formatura dos novos oficiais, os colegas de trabalho da vítima fizeram um minuto de silêncio.

O major Adriano Lucena, da assessoria da PM, lamentou a morte do tenente que há 25 anos trabalhava no setor financeiro do Comando Geral da Polícia Militar do Piauí e destacou a vulnerabilidade em que vivem os policiais. "As pessoas tendem achar que nós policiais temos uma blindagem contra criminosos, mas não é verdade, infelizmente estamos mais expostos do que os demais cidadãos. Somos sempre reconhecidos pelo nome e a atividade que execemos, por isso tomamos mais cuidados", declarou.

Tenente Itamar morto
Ainda segundo o major Lucena, o caso será investigado pela polícia do Maranhão, com apoio da PM do Piauí. "Nós mais do que ninguém queremos a elucidação do caso, por isso indicamos dois tenentes para ajudar na investigação. Estamos em contato direto com o delegado de Timon e o secretário de segurança do Maranhão para a prisão dos criminosos", revelou.

Sobre as investigações, Adriano Lucena contou que nenhuma hipótese foi descartada e vem recebendo muitas informações sobre a morte do tenente, no entanto, elas não podem ser divulgadas. "O delegado informou não ter descartado nenhuma possibilidade, como de latrocínio ou execução. Não sabemos se a vítima vinha recebendo ameaças", disse.

Entenda o caso

O tenente Itamar de Oliveira Carvalho, de 49 anos, foi morto por volta das 20h do sábado (7) quando estava em seu sítio na zona rural de Timon, Maranhão. Seis homens armados chegaram numa picape e anunciaram o assalto. O crime foi presenciado pela mãe, pelo cunhado e uma irmã da vítima.
Um primo do tenente relatou como tudo aconteceu no dia do crime. “Eles entraram e anunciaram que seria um assalto. Ficaram com todo mundo e perguntaram se tinha mais alguém na casa, então a irmã dele falou que tinha o irmão que estava dormindo. Os criminosos o acordaram e o levaram para fora, perguntaram se era policial e ele confirmou. Em seguida começaram a atirar nele e executaram”, contou Eugênio Oliveira.

Enterro de policial foi marcado por comoção em Timon


Após o homicídio, os suspeitos fugiram e levaram apenas uma pistola de uso particular da vítima. De acordo com a polícia, o tenente vinha recebendo ameaças de morte, informação que a família afirma desconhecer. “Isso nós desconhecemos. Ele era uma pessoa de paz, alegre, não era disso. Do jeito que aconteceu com meu pai pode acontecer com a família de qualquer um. Enquanto bandido tiver mais direito do que policial vai ser assim”, falou Lucas Carvalho, filho do tenente.


O enterro do tenente da Polícia Militar do Piauí, Itamar de Oliveira Carvalho, 49 anos, foi marcado por muita dor e comoção na cidade de Timon. Fonte: TV Cidade Verde

Nenhum comentário:

Postar um comentário