terça-feira, 10 de março de 2015

Entre “mortos e feridos”, Luciano Leitoa leva a melhor na indicação dos cargos a nível estadual em Timon

 Danísio Marabuco e o governador Dino (imagem ilustrativa)
Finalmente, depois de tantas especulações nos bastidores que ascenderam calorosas polêmicas, o governador Flávio Dino (PCdoB), determinou a publicação no Diário Oficial do Estado do Maranhão de seis nomeações pendentes para os cargos oriundos da esfera estadual no município de Timon.  Assim, ficou a lista de nomeados para os respectivos cargos: Diretor Geral do Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco (médico e advogado Danísio Marabuco), indicado pela cota pessoal do próprio governador Flávio Dino; Diretora do Serviço Administrativo do Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco (administradora de empresa Gardênia Carvalho de Paula), indicação do prefeito Luciano Leitoa; Circunscrição Regional de Trânsito - CIRETRAN (empresário Ronaldo da Farmácia), indicação do ex-vice-prefeito Edivar Ribeiro; Unidade Regional de Educação – URE (professor  Regino Noleto), também foi indicado pelo prefeito Luciano Leitoa; Regional de Saúde (bioquímica Maria das Graças Rodrigues), indicação apontada pelo prefeito Luciano Leitoa e AGERP (contabilista e professor universitário Aécio Borges), indicado pela cúpula do PCdoB, de Timon, incluindo o seu presidente e empresário João da Gráfica, mas com aval de todos os membros da sigla.

Com essas definições, espera-se que a crise e o bombardeio cessem entre os aliados do governador Flávio Dino em Timon. Até ontem (09), Flávio Dino ainda não tinha agenda definida para uma visita visando agradecer os votos recebidos pelos timonenses no último pleito de 2014. Entre “mortos e feridos”, o prefeito Luciano Leitoa (PSB), conseguiu atirar melhor e conseguiu seus alvos desejados, dado sua representação como a maior liderança política de Timon no atual cenário.  E, desta forma, emplacou aliados em cargos estratégicos para o bom funcionamento de importantes órgãos no município.

Embora o vice-prefeito, médico e advogado Danísio Marabuco devidamente nomeado para dirigir o Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco tenha perdido a luta na queda de braço contra o prefeito Luciano Leitoa. Danísio Marabuco desejava comandar totalmente a estrutura do HRANP indicando o outro cargo que vem a ser a Diretoria do Serviço Administrativo e Financeiro daquela Casa de Saúde. E, ao final, Luciano Leitoa emplacou a administradora de empresa Gardênia Carvalho de Paula para a função tão cobiçada. Anteriormente, Leitoa havia indicado a nova diretora administrativa da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Timon, Regia Maria Bezerra Couto.  



Nenhum comentário:

Postar um comentário