quarta-feira, 4 de março de 2015

Sindicato dos Comerciários de Teresina se manifesta contra MPs trabalhistas

Em nota à categoria e à população, o Sindicato dos Comerciários de Teresina se manifesta contrário às novas regras de concessão de benefícios trabalhistas e previdenciários (Medidas Provisórias 664 e 665).

Valdivino Nonato de Sousa
O secretário-geral da entidade, Valdivino Nonato de Sousa, entende que as medidas devam ser revogadas porque atingem diretamente a classe trabalhadora, alterando e tirando direitos conquistados, como os casos do seguro-desemprego, abono salarial, seguro-defeso, pensão por morte, auxílio-doença e auxílio-reclusão.

“Em relação ao seguro-desemprego, antes podiam solicitar o seguro-desemprego as pessoas que tivessem trabalhado durante os seis meses anteriores à demissão. Agora, só têm direito os que ficaram empregados por 18 meses nos últimos dois anos”, disse Valdivino Nonato.
O secretário geral do Sindicato dos Comerciários que, dentre as categoria mais prejudicadas, estão os trabalhadores do comércio e da construção civil, porque nesses setores há mais rotatividade e é comum contratar por períodos entre seis meses e um ano.

O sindicalista está convocando todos os trabalhadores para o ato no dia 13 de Março,  a partir das 7 horas, na Praça da Liberdade, Centro de Teresina, para protestar contra a retirada de direitos, e lutar em defesa da classe trabalhadora, da Petrobrás e da Reforma Política.

Nenhum comentário:

Postar um comentário