quinta-feira, 28 de maio de 2015

Deputado Alexandre Almeida é contra redução de policiais em Timon

Deputado Alexandre Almeida 
Durante a sessão legislativa desta quinta-feira (28), o deputado Alexandre Almeida (PTN) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para fazer um apelo. “Quero pedir ao Governador Flávio Dino, ao Secretário de Segurança Pública e ao Comando Geral da Polícia Militar para que revejam a decisão de transferir 12 policiais de Timon para São Luís”.

O deputado explicou que tal medida vai causar um impacto negativo na segurança de três municípios, visto que o efetivo do 11º Batalhão da Polícia Militar, localizado em Timon, atende tanto, como Parnarama e Matões.

“Sabemos que hoje a violência crescente é um problema generalizado, mas em Timon temos uma situação peculiar: o fato do município localizar-se ao lado de Teresina, que vive um momento difícil em relação a segurança pública, estando inclusive recebendo o apoio da Força Nacional”, destacou Alexandre Almeida.

Ainda segundo o parlamentar, o 11º Batalhão dispõe de um efetivo de 281 militares, sendo que 75 não estão trabalhando por vários motivos, o que gera um déficit no número de policiais para atender três municípios.

“O contingente atual de policiais militares é pequeno para a Região, imaginem os problemas que teremos se ainda for reduzido com a transferência de policiais para a capital”, enfatizou o deputado.

O deputado destacou ainda, que hoje a violência em Timon é tão alta que a Central de Flagrantes do município é a segunda colocada em relação a número de ocorrências, perdendo apenas para São Luís.

Alexandre Almeida finalizou seu pronunciamento reforçando o apelo inicial. “Peço, em nome da população de Timon, de Parnarama e de Matões que não mexam no efetivo do 11º Batalhão, pois precisamos é de mais reforço, e não de medidas que possam comprometer a segurança da população desses municípios”.  Fonte: Ascom/ Deputado Alexandre Almeida



                                                                                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário