domingo, 14 de junho de 2015

Polícia Militar forma 432 policiais para o Maranhão

Polícia Militar prepara 399 homens e 33 mulheres no curso de formação de oficiais.

O Governo do Estado convocou mil candidatos aprovados na primeira fase do concurso público de soldado de Polícia Militar e soldado Bombeiro Militar para ampliar o efetivo do sistema de segurança pública e renovar a tropa militar maranhense. Deste contingente de convocados, 432 chegaram à sexta etapa do concurso, que consiste no curso de formação, realizado pelo Centro de Formação de Praças (CFAP) da Polícia Militar.

A convocação dos policiais militares está entre as primeiras medidas anunciadas pelo governador Flávio Dino para garantir mais segurança à população. “Cumprindo o compromisso assumido no dia 1º de janeiro, vamos ampliar cada vez mais a presença da polícia na vida da população, visando garantir a paz e o respeito às leis”, afirmou o governador Flávio Dino.

O coronel Aucerir Becker, comandante do CFAP, frisou a preocupação do governo em garantir a segurança do maranhense, mas sem deixar de formar corretamente o policial que irá atuar nas ruas. “Sabemos da necessidade urgente de policiais trabalhando pelo bem da sociedade, mas não podemos jogar o aprovado no concurso no confronto direto das ruas de qualquer maneira. Ele precisa conhecer uma série de princípios para, só assim, preservar pela idoneidade do cidadão e também a dele”.

O curso de formação dura sete meses e meio. O início ocorreu no dia 23 de maio e encerra dia 22 de dezembro. Após o término, o governador irá nomear os aprovados e, então, a turma poderá reforçar as tropas militares. “Temos que ter policiais que entendam o conhecimento jurídico ao atendimento do cidadão, além de primeiros socorros, ou situações de conflitos. O CFAP está aqui para preparar o aluno da melhor forma possível sem oferecer risco de vida para o cidadão que recebe o atendimento”, afirmou o coronel Becker.

O curso de formação possui aulas teóricas, realizadas em salas de aula, e práticas, que ocorrem em campos de futebol localizados dentro do Centro de Formação. Disciplinas como, Saúde e Segurança aplicada ao trabalho policial, Teoria Geral da Segurança Pública, Noções em Direito Penal e Processual, Conhecimentos em Defesa Pessoal, são algumas disciplinas lecionadas no CFAP por professores com ampla experiência no mercado, como delegados e promotores.

Com relação às aulas práticas, os alunos são treinados para manusear de forma segura a arma que utilizará no dia-a-dia e como tratar o cidadão que corre risco de vida. Trinta e oito disciplinas são lecionadas aos 432 alunos no CFAP, sendo 33 mulheres e 399 homens. “Desde a mais simples ocorrência até a mediação de conflitos o aluno aprende no CFAP. Realizamos provas teóricas e práticas e quem não for bem, é reprovado”, explicou o coronel Becker.

O capitão Marcos Galvão, chefe da divisão de ensino do CFAP, esclarece que todos os aprovados irão trabalhar em todo o estado e que apesar da urgência de necessidade de mais homens nas ruas, é preciso capacitar os novos policiais da melhor forma possível para que os mesmos possam prestar serviços qualificados à comunidade. “Não tem como o policial ir para as ruas sem passar pelo CFAP. Até porque o curso faz parte da seleção do concurso. Ao final de todas as disciplinas, o aluno sai daqui um policial preparado para enfrentar qualquer tipo de situação”, afirmou o capitão Galvão.

Hamilton Caires, 31 anos, é um dos alunos do CFAP. O rapaz que passou seis anos no Exército, nunca abandonou o sonho de se tornar militar. “Eu já tenho uma certa bagagem adquirida no Exército e agora estou aqui para servir o cidadão. Vou sair do CFAP preparado para encarar quem não estiver disposto a manter a sociedade segura”, disse Hamilton.

Uma das 33 mulheres do curso, Nathana Porto, 26 anos, considera o curso um aprendizado para a vida toda. “Aqui aprendemos a ter ordem e disciplina em tudo que fazemos. Quando acabar o curso tenho certeza de que estarei preparada para proteger o Estado, priorizando a vida e o respeito ao cidadão de bem”, garantiu Nathana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário