terça-feira, 28 de julho de 2015

Convenção escolhe dirigentes para comandar o diretório Municipal do PMDB para os próximos anos

Professora Socorro Waquim com os novos filiados ao PMDB

A ex-prefeita de Timon, Professora Socorro,  fez um discurso duro no último domingo (26),  durante a eleição dos nomes para compor o diretório do PMDB em Timon. Ela foi escolhida como delegada representante do partido junto ao Diretório Estadual do PMDB do Maranhão.

Professora Socorro Waquim não poupou críticas a atual gestão municipal

De acordo com a Professora Socorro, a cidade sofre com a “solução de continuidade” da gestão municipal no que se refere à saúde, educação, segurança, limpeza e assistência social e outras áreas. No que diz respeito ao programa habitacional, diz a Professora, a gestão segue buscando a meta de zerar o déficit habitacional, mas isso é meta estabelecida no Programa de Interesse Habitacional feito pelo seu governo que deixou plano de meta estabelecido até 2020.

Quanto à Educação, ressaltou a Professora, todas as creches instaladas no município foram projetadas a partir da nossa gestão em 2005 até 2012 quando iniciamos a construção de mais creches dessa vez destinadas aos residenciais construídas por nossa gestão.

Na Saúde, os projetos alinhavados com o Ministério da Saúde no primeiro ano da Presidenta Dilma estão inconclusos e pior os que foram inauguradas não funcionam plenamente, sem médicos e sem assistência material, disse.

A cidade vive uma grande paralisia na economia. Isso não é reflexo somente da questão nacional, pois desde 2013 que a população vem sofrendo com a falta de empregos e oportunidades por conta das obras paralisadas, diminuição do poder aquisitivo com cortes de salários e outros aspectos que estão influenciando na para a queda da economia local.

A Professora Socorro entendeu que a opção por um partido fora da conjuntura nacional acabou prejudicando o município. Hoje os repasses são constitucionais e o governo municipal não tem a capacidade, de política e administrativamente buscar mais recursos junto ao governo federal.

Socorro Waquim lamentou a falta de representação em nível nacional, pois em sua gestão cobrou do deputado federal Professor Sétimo os projetos para a melhoria da qualidade de vida da população em vários aspectos no que foi atendida plenamente. O PMDB por ter um representante no governo municipal em Timon fez a sua parte através dos ministros e deputados da base que também ajudaram a gestão de Timon.

Quanto às falácias de que o governo na área da Educação está investindo para que Timon não tenha nenhuma escola funcionando com estrutura física de taipa, isso já tinha ocorrido no governo passado, onde todas as escolas municipais foram deixadas em funcionamento sob o teto de alvenaria e existia valorização do servidor da Educação, ao invés de demissões e pagamento de baixos salários, desabafou a Professora Socorro.

Novos filiados

Líder Comunitária Toinha do Boa Vista e a Professora Socorro

Durante a renovação do Diretório Municipal, o PMDB local apresentou um rol de novos filiados. De acordo com o secretário geral do partido, além dos que se apresentaram durante a eleição do diretório, outros simpatizantes do partido já procuraram à secretaria para assinar a ficha de filiação do PMDB.

De acordo com Cláudio Roberto dentre os novos filiados que ingressaram no PMDB estão lideranças comunitárias, radialistas, empresários e pessoas da comunidade timonense.

Jovem Ulysses Waquim com aliados



Assinaram a ficha de filiação do PMDB


Entre as pessoas que assinaram a ficha de filiação do PMDB, Cláudio Roberto destacou: Franck Gomes (Empresário e Publicitário), Alex Keoma (Professor e Vencedor do Reality “Grande Líder da Rede Record), Toinha do Boa Vista (Líder Comunitária), Manoel Marreca (Servidor Público Federal) e seu pai, considerado o homem mais velho de Timon, Neguinha da Comunidade, Dedé Bebidas (Comerciante), Claudete, Pacheco do PA (Comerciante), Gonzaga, sobrinho do ex-secretário de Educação Chico Moura, Isa Mosane, Presidente da Associação dos Moradores do Residencial Novo Tempo, Erivan Lima, presidente da Vila Angélica, advogado Murilo Ferreira. Fonte: Ascom/PMDB/Timon 

Nenhum comentário:

Postar um comentário