terça-feira, 1 de setembro de 2015

Pré-Conferência Municipal de Saúde acontece hoje (1º) em Timon


Pré-Conferência Municipal de Saúde de Timon
Teve início na manhã desta terça-feira (01/09) a Pré-Conferência Municipal de Saúde de Timon. O evento acontece na Fundação Cidadania e reúne dois segmentos específicos da área de saúde, definidos como: o segmento dos trabalhadores da saúde, gestores e prestadores de serviços e o segmento de usuários.

A Pré-Conferência acontece alguns dias antes da Conferência Municipal de Saúde, que em Timon, está programada para os dias 11 e 12 deste mês. O objetivo da Pré-Conferência é eleger os delegados que irão votar as propostas de saúde debatidas na Conferência. A coordenadora geral da Conferência e presidente do Conselho Municipal de Saúde de Timon, Rosenilda Torres, destacou a importância da participação dos trabalhadores e o desafio da escolha dos delegados, que podem ser os futuros conselheiros de saúde.

“A participação de cada segmento da saúde expressa o desejo de poder exercer a cidadania plena através do direito de voto, que só pode ser exercido pelo delegado que sairá aqui dessa pré-conferência. Por isso a importância da participação de todos, para fazermos a escolha daquele que terá a oportunidade de ser protagonista de uma nova política de saúde para o município, através de propostas para elaboração do novo plano de saúde, como também a possibilidade de ser eleito conselheiro de saúde para o biênio 2016/2018.”, informou.

Secretário de Saúde, Márcio Sá, durante discurso no evento

Em discurso, o secretário municipal de Saúde, Marcio Sá, falou sobre os principais desafios da gestão municipal na Saúde, destacando as obras realizadas pela Prefeitura de Timon dentro da área e os esforços da administração em promover um atendimento mais humanizado e de qualidade no município. No final de sua fala, o gestor pediu dedicação de todos os participantes para tornar a pré-conferência em um grande evento, realizado com respeito em prol do usuário de saúde do município.

“Que possamos ter discussões saudáveis, pensando na população, no usuário. Que seja um evento digno e com respeito, deixando as questões políticas de lado para pensar no ser humano; e desenvolver políticas públicas de saúde para buscar melhorias para nossa população”, finalizou Marcio Sá. Fonte: CGCOM/Timon

Nenhum comentário:

Postar um comentário