quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Teresina e Timon assinam termo para integrar sistemas de transporte público

Parceria permitirá o gerenciamento, planejamento, a fiscalização e a integração do sistema de transporte público entre os municípios.

Presidente da Câmara de Timon, Uilma Resende e os prefeitos Firmino Filho (Teresina) e Luciano Leitoa (Timon)

As prefeituras de Teresina e Timon assinaram hoje (23) o Protocolo de Intenções do Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana. A parceria permitirá o gerenciamento, planejamento, a fiscalização e a integração do sistema de transporte público entre os dois municípios. A solenidade teve as presenças de secretários municipais, vereadores timonenses, usuários e servidores.

A partir da aprovação do documento nas duas Câmaras municipais, os usuários do transporte coletivo de Timon passam a ter direito, por exemplo, a fazer integração e os estudantes de pagarem a meia passagem. Poderão ainda se dirigir diretamente ao consórcio para proceder reclamações e sugestões de melhoramento do serviço.

"Não podemos pensar o desenvolvimento de Teresina descolado do desenvolvimento de Timon. Quero destacar essa amizade, esse elo de solidariedade que unem Teresina e Timon. São dois povos que são uma gente só. Um povo trabalhador, simples, determinado, que vão fundo na busca pelos seus sonhos. Podemos trabalhar em conjunto para fortalecer diversas áreas. Esse é um novo momento", destacou Firmino Filho.

O prefeito citou ainda a transformação pela qual a capital piauiense vem passando no sistema viário no sentido de melhorar o transporte coletivo e os meios alternativos de locomoção. Ao todo, R$ 372 milhões estão sendo investidos em obras como terminais de integração, faixas exclusivas, duplicações de avenidas, as pontes da Gil Martins e do Poti Velho, além da ponte que ligará a zona norte à Universidade Federal do Piauí.

  Prefeito Luciano Leitoa assinando a documentação

Luciano Leitoa, prefeito de Timon, lembrou que a parceria entre as duas cidades permite que os timonenses tenham atendimento médico nos hospitais e clínicas da capital piauiense e que com o consórcio do transporte público as populações só têm a ganhar. "A gente fica muito feliz. É um momento muito importante para a cidade. O consórcio é uma oportunidade de discutir de forma madura o nosso sistema. O que queremos é que o transporte coletivo seja o melhor possível", afirmou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário