quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Comissão do Impeachment tem um maranhense

André Fufuca (PEN-MA) integra a chapa alternativa, denominada "Unindo o Brasil", inscrita com 39 deputados de 13 partidos, sendo que a maior parte era favorável à saída de Dilma Rousseff


Fufuca apareceu em duas chapas
Apenas um deputado da bancada maranhense na Câmara Federal garantiu vaga na Comissão Especial que vai dar parecer sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Duas chapas disputavam a Comissão, mas quem comemorou foi a oposição, onde estava o deputado André Fufuca (PEN).

Para que uma chapa pudesse se candidatar à Comissão Especial do Impeachment, o Regimento Interno da Câmara exige que sejam reunidos, no mínimo, 33 parlamentares.

A primeira chapa a se inscrever para a votação interna da Câmara contava com 49 deputados de 20 diferentes partidos sem a interferência de líderes oposicionistas. De caráter oficial, ela tinha maioria de parlamentares pró-Dilma. Estavam nela, como titulares, Hildo Rocha (PMDB), Pedro Fernandes (PTB), Sarney Filho (PV) e Júnior Marreca (PEN). Os suplentes indicados pelos partidos foram Alberto Filho (PMDB), João Marcelo Souza (PMDB), Cleber Verde (PRB), André Fufuca e Aluizio Mendes (PMB).

A chapa alternativa, denominada “Unindo o Brasil”, foi inscrita com 39 deputados de 13 partidos, sendo que a maior parte era favorável à saída de Dilma. O único maranhense dela foi André Fufuca – nota-se que o nome dele aparece nas duas, sendo que na chapa 01 ele é suplente.

A votação começou depois das 17h – horário estipulado para início – e em clima tenso. Uma urna eletrônica chegou a ser quebrada. Os líderes dos partidos queriam, em meio a protestos, questões de ordem. Todo processo foi com voto secreto.

Depois de quase uma hora, a chapa com deputados favoráveis ao impeachment da presidente foi considerada eleita com 272 votos. Ela estava formada por oposicionistas e dissidentes da base governista, incluindo deputados do PMDB. A chapa pró-Dilma teve 199 votos e dois deputados se abstiveram.

A Comissão Especial para iniciar os trabalhos precisa estar completa com 65 titulares e 65 suplentes. Uma nova eleição deve definir a composição final da comissão. Por isso, é possível que mais parlamentares pelo Maranhão sejam inseridos na Comissão.

Lista da Comissão Especial do Impeachment

DEM

Titulares: Mendonça Filho (PE) e Rodrigo Maia (RJ)

Suplentes: Elmar Nascimento (BA) e Moroni Torgan (CE)

PSDB

Titulares: Bruno Covas (SP), Carlos Sampaio (SP), Nilson Leitão (MT), Paulo Abi-Ackel (MG), Rossoni (PR) e Shéridan (RR)

Suplentes: Daniel Coelho (PE), Fábio Sousa (GO), Izalci (DF), Nilson Pinto (PA), Rocha (AC), Rogério Marinho (RN)

SD

Titulares: Fernando Francischini (PR) e Paulinho da Força (SP)

Suplentes: Genecias Noronha (CE) e Lucas Vergilio (GO)

PPS

Titular: Alex Manente (SP)

Suplente: Moses Rodrigues (CE)

PSC
Titulares: Eduardo Bolsonaro (SP) e Pastor Marco Feliciano (SP)

PMDB

Titulares: Lucio Vieira Lima (BA), Carlos Marun (MS), Flaviano Melo (AC), Lelo Coimbra (ES), Manoel Junior (PB), Osmar Serraglio (PR), Osmar Terra (RS)

Suplentes: Alceu Moreira (RS), Darcísio Perondi (RS), Geraldo Resende (MS), Rogério Peninha Mendonça (SC) e Valdir Colatto (SC)

PHS

Titular: Kaio Maniçoba (PE)

Suplente: Carlos Andrade (RR)

PTB

Titulares: Benito Gama (BA), Ronaldo Nogueira (RS) e Sérgio Moraes (RS)

PSD

Titulares: Delegado Éder Mauro (PA), Sóstenes Cavalcante (RJ), João Rodrigues (SC), Evandro 

Roman (PR) e Alexandre Serfiotes (RJ)

Suplentes: Jefferson Campos (SP) e Silas Câmara (AM)

PEN

Titular: André Fufuca (MA)

PMB

Titular: Major Olímpio (SP)

Suplente: Ezequiel Teixeira (RJ)

PP

Titulares: Jair Bolsonaro (RJ), Jerônimo Goergen (RS), Luis Carlos Heinze (RS) e Odelmo Leão (MG)

Suplentes: Renzo Braz (MG) e Roberto Balestra (GO)

PSB


Titulares: Danilo Forte (CE) e Fernando Coelho Filho (PE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário