terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Nova reunião na ANTT vai decidir sobre impasse no transporte entre Timon e Teresina

Encontro contou com as presenças dos prefeitos de Timon e de Teresina, além de empresários do transporte que operam nas duas cidades

   Autoridades e empresários discutem o impasse entre as empresas Dois Irmãos e Timon City

O prefeito Firmino Filho, de Teresina, participou de reunião na Prefeitura de Timon, no Maranhão, junto com o prefeito da cidade,  Luciano Leitoa, representante da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), empresários de empresas de ônibus e representantes do judiciário para encontrar soluções para a permanência da linha dos ônibus da empresa Timon City em Teresina e Timon. 

A justiça federal do Distrito Federal suspendeu, no dia 18 de dezembro, a liminar que permitia à empresa R. A. de Sousa Passagens, Timon City, operar no trajeto Timon (MA) - Teresina. E, desde a decisão da justiça, os prefeitos das duas cidades têm unidos esforços para resolver a situação junto à ANTT.  “O principal objetivo de transporte público deve ser servir bem à população. O objetivo dessa reunião é resolver essa situação, que apenas prejudica os cidadãos de ambas as cidades”, afirmou o prefeito Firmino Filho.

O prefeito de Timon, Luciano Leitoa, lembrou que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) deve tomar providências imediatas para que seja feita a licitação do transporte público no município de Timon. “Estamos aqui para conversar e intermediar uma solução para a situação. Não temos responsabilidade sobre essa decisão e queremos achar uma solução”, garantiu.

O prefeito Firmino Filho explicou que já foi aprovada, na Câmara Municipal, a formação de um consórcio entre as duas cidades e que esse sistema forçará a ANTT a realizar a licitação. Entretanto, o gestor explicou que Teresina continuará cumprindo as decisões da Justiça. "A cidade de Teresina está cumprindo a decisão judicial e qualquer outra será cumprida porque nós não estamos acima da lei", declarou.

Durante a reunião, o representante da ANTT no Piauí, Jefferson Veras, falou que a decisão da liminar será cumprida e que levará os encaminhamentos da reunião à superintendência do órgão. “Nós daremos o devido cumprimento a decisão liminar e faremos encaminhamentos à superintendência de fiscalização bem como à diretoria colegiada sobre as decisões tomadas aqui", disse. O representante ainda reafirmou que não cabe às prefeituras a questão de transportes interestaduais.

O representante da ANTT, Jeferson Araujo Veras, também disse que o serviço semiurbano entre Teresina e Timon é o segundo maior do Brasil, perdendo apenas para Brasília e cidades vizinhas. E disse que, o diretor geral da agência, Jorge Bastos, quer agilidade na licitação em Teresina.

O clima ficou tenso na reunião entre as prefeituras de Timon (MA) e Teresina e representantes das empresas de ônibus 2 Irmãos e Timon City - esta última foi proíbida de rodar na capital do Piauí, após liminar da Justiça Federal. Nas discussões, o prefeito Firmino Filho (PSDB) desafiou a Timon City a operar com 20 ônibus e tarifa a R$ 2 em Teresina, disponibilizando Wi-Fi e ar-condicionado, como é em Timon.

O desafio foi proposto após o prefeito se chatear com as críticas da empresa a respeito da planilha de custos praticada pela prefeitura de Teresina. "O senhor aceita rodar em Teresina a partir de segunda a R$ 2,00? O desafio está feito", retrucou Firmino, recebendo sinal de positivio do empresário Ramon Alves. Ele acusou a ANTT de ser omissa em relação ao processo licitatório. "A ANTT não fez a licitação e sempre foi omissa. 70% das empresas rodam por causa da Justiça", afirmou

O presidente eleito da OAB, Chico Lucas, esteve presente na reunião e também defendeu a licitação. O representante da ANTT, Jeferson Araujo Veras, disse que o serviço semiurbano entre Teresina e Timon é o 2º maior do Brasil, perdendo apenas para Brasília e cidades vizinhas. Segundo ele, o diretor geral da agência, Jorge Bastos, quer agilidade na licitação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário