sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Prefeito Ribamar Alves prestará depoimento e depois segue para Pedrinhas

De acordo com o delegado Rafael Reis, a vítima relatou que o prefeito se ofereceu para levá-la para a faculdade e a forçou a ir para um motel onde consumou o ato

Prefeito Ribamar Alves chega a São Luís para prestar depoimento na sede da SSP

O prefeito do município de Santa Inês, Ribamar Alves, chegou no início da tarde desta sexta-feira em São Luís de helicóptero e foi direto para a sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP), onde está no gabinete do superintendente para ser ouvido.

Ribamar Alves foi acusado na manhã de hoje de cometer estupro contra uma jovem de 18 anos na cidade de Santa Inês. O prefeito foi autuado em flagrante pelo delegado Rafael Reis.

Presente na Secretaria de Segurança Pública (SSP), o delegado Rafael Reis, que iniciou a investigação do caso em Santa Inês, deu mais detalhes. Informou que o prefeito Ribamar Alves costuma tratar de assuntos da prefeitura em sua própria casa. Dessa forma, a vítima recebeu o convite para negociar a compra de livros e depois o prefeito se ofereceu para levá-la para a faculdade onde estuda. "Quando a jovem entrou no carro, o acusado arrancou com o veículo e a levou para o motel e consumou o ato contra a vontade dela", relatou.

Ainda de acordo com o delegado, a vítima procurou a delegacia após a agressão sexual, ainda muito abalada, prestou depoimento e realizou exames de corpo de delito onde foi comprovada a conjunção carnal.

O secretário de Segurança Pública do Estado (SSP), Jefferson Portela, adiantou que após coleta do depoimento, Ribamar Alves será conduzido direto para uma das unidades prisionais do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Defesa

O advogado Ronaldo Ribeiro que faz a defesa de Ribamar Alves, rebate a acusação de estupro e alega a inocência do prefeito. Ele diz que seu cliente nega o crime.

Conforme relato repassado pelo advogado, o prefeito teria recebido a jovem em sua residência, e estava interessada em vender livros para o município, e acabaram tendo relação sexual consensual. (Com informações de O Imparcial)


Nenhum comentário:

Postar um comentário