segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Mutirão da limpeza em Timon reforçou mobilização nacional “Zika Zero”

Secretário de Saúde, Márcio Sá pessoalmente conversa com a população

A Secretaria Municipal de Saúde de Timon – que iniciou 2016 com ações de combate ao Aedes aegypti por meio do projeto “Mutirão da Limpeza”, em parceria com a Superintendência de Limpeza – deu continuidade à ação neste sábado (13) no bairro Pedro Patrício e reforçou a mobilização do Governo Federal, que montou uma força tarefa para eliminar focos do mosquito em todo o Brasil. A ação contou também com a importante participação do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o secretário de saúde, Marcio Sá, a ação em Timon tem o objetivo de conscientizar os moradores a realizarem a limpeza de seus quintais e, neste Dia da Mobilização Nacional, reforçar o trabalho de combate contra o mosquito transmissor. “Toda a equipe da Secretaria Municipal de Saúde está engajada neste projeto, que iniciamos desde o primeiro dia de trabalho de 2016, onde aos sábados realizamos esse mutirão de limpeza. Já fizemos cinco edições, e hoje estamos aqui para reforçar essa mobilização do Governo Federal, que lançou o hashtag #ZikaZero como forma de conscientizar ainda mais a população brasileira”, disse Marcio Sá.

Ainda de acordo com o secretário, o projeto Mutirão da Limpeza vem mostrando resultados muito positivos, mas que, independente disso, a limpeza dos quintais têm que ser realizada diariamente, de forma que os focos e possíveis criadouros do mosquito possam ser eliminados.

Servidores da Saúde prontos para o ataque ao mosquito transmissor de várias doenças

Para o Sr. Raimundo Nonato, morador do bairro onde ocorreu a mobilização, a ação é bem positiva, já que vai ajudar a combater o mosquito transmissor de doenças como a microcefalia, que vem aumentando o número de casos no país. “É bastante importante que ações como esta cheguem ao nosso bairro, pois muitas pessoas ainda não têm a consciência de manterem seus quintais limpos para evitarem esse mosquito que vem causando muitos estragos no meio da população”, falou. Fonte: Ascom/Sems


Nenhum comentário:

Postar um comentário