sábado, 30 de abril de 2016

Flávio do Teté perde o PTB e seu grupo de partidos aliados encolhe em Alto Longá (PI)

José Gomes, novo presidente do PTB de Alto Longá
Desde a última segunda-feira (25), o Partido Trabalhista Brasileiro – PTB, não pertence mais a base política do atual prefeito de Alto Longá (PI), Flávio do Teté, que começa a sentir o gosto amargo do encolhimento do seu grupo de partidos aliados. Com essa mudança, o PTB passou a integrar o grupo político liderado pelo empresário Belauto Bigode (pré-candidato a prefeito de Alto Longá pelo PR). Agora, a Comissão Provisória do PTB está sendo presidida pelo empresário José Gomes do Nascimento no período de 25/04/2016 a 30/10/2016. José Gomes já foi traído covardemente pelo prefeito Flávio do Teté, uma vez que ele foi levado para compor a sigla através dele ainda em 2007 e depois disputou o mandato sendo eleito pela primeira vez, em 2008. Com a baixa sofrida pela saída do PTB, o pré-candidato a prefeito Henrique César (PSD) deverá ficar no prejuízo para eleger de dois a três vereadores no próximo pleito eleitoral.

 O empresário Chagas Bigode disse em entrevista ao Blog Ademar Sousa que o prefeito Flávio do Teté traiu o PTB, em 2014, quando não votou em nenhum dos candidatos da sigla no município de Alto Longá (PI). Ele citou, por exemplo, que Flávio do Teté traiu o senador Elmano Férrer, atual presidente Regional do PTB, no Piauí, quando votou no candidato derrotado Wilson Martins. Votou ainda em Júlio César Lima para deputado federal pelo PSD e em Wilson Brandão para deputado estadual pelo PSB. Desta forma, traiu de cabo a rabo o PTB, em Alto Longá. Deixou de votar no deputado federal licenciado Fábio Abreu (secretário de Segurança Pública). Daí, a punição severa imposta pelo atual comando do PTB a nível estadual. 



Bigode disse ainda que preparou 10 mísseis (leia-se bomba) para detonar a base política do prefeito Flávio do Teté que ficou desesperado depois da perda do PTB. “Calma gente, foi apenas a primeira bomba. Assim, o Vaquerim amarelo precisa aprender a respeitar os homens e cidadãos que representam o bem para o povo de Alto Longá. Como se sabe, ele governa apenas para uma curriola de puxa-sacos que vivem ao seu redor nas farras da vida”, dispara Chagas Bigode.

Empresário Chagas Bigode (entre Virgilio do Sindicato e Belauto Bigode)

O empresário Chagas Bigode lembrou que o seu grupo político votou em Elmano Férrer nas eleições de 2014, dando uma maioria de quase 900 votos sobre o candidato derrotado Wilson Martins (PSB).   Como gesto de gratidão pelos votos recebidos em Alto Longá aos empresários Chagas Bigode e Belauto Bigode, o senador Elmano Férrer decidiu devolver o PTB ao seu antigo presidente José Gomes, que tinha sido apeado do partido pelo prefeito Flávio do Teté, considerado um traidor nato.

Segundo consta, o prefeito Flávio do Teté recomendou a coordenação de campanha do então senador Wellington Dias, candidato a governador ainda em 2014 para que ele não fosse participar de um comício levando o candidato a senador na época Elmano Férrer, pois quem iria falar era o ex-governador Wilson Martins, como candidato a senador, em Alto Longá.  Isto porque ele votaria em Wilson Martins e não queria a presença de Elmano Férrer, o Veín Trabalhador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário