segunda-feira, 23 de maio de 2016

Cidade esquecida: Caos na cidade de Alto Longá

 O município está em total descaso. A população clama por melhorias

O Portal ClubeSat esteve durante todo o dia de sexta-feira (13/05), fazendo um apanhado em muitas denúncias que nos foram enviadas contra o município de Alto Longá. Entre uma das várias denúncias está o matadouro da cidade, que eram dois, um que estava em condições insalubres e outro que não funcionava mesmo tendo sido inaugurado ainda em 2013, já na gestão do atual prefeito Flávio Campos, conhecido como Flávio do Teté.

Na oportunidade foi verificado que o antigo matadouro, após a última visita do Portal à cidade, foi derrubado. Porém o que acontece é que o matadouro que está sendo utilizado continua com as condições altamente precárias, sem contar que todos os restos/pedaços de animais são jogados em frente ao mesmo, o que atrai muitos urubus, moscas e um mau-cheiro insuportável por conta da sujeira deixada no local.

          Matadouro de Alto Longá em condições precárias                               Foto: Giselle Barbosa Duarte                                      

Além disso, a forma de abate dos animais é de forma bruta, sem nenhuma higiene e por conta disso, o fornecimento de carne para a população é considerado de 2ª ou até mesmo de 3ª qualidade. Sendo que este matadouro foi financiado pelo Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR), e teve um investimento de R$ 177. 679,49. O que fica claro que se trata de um total desperdício de dinheiro público. Então qual a real diferença entre o matadouro antigo e este de agora?

Além do matadouro, voltamos a visitar o ginásio poliesportivo da cidade, situado no bairro Flor do dia, que está em desuso há mais de quatro anos. O que se constatou foi que o ginásio se encontra no mesmo estado de quando a equipe esteve no local, ou seja, de lá para cá nada foi feito pelo prefeito. O ginásio foi um grande investimento que poderia e deveria estar servindo para a prática de esporte da população como um todo e encontra-se totalmente esquecido.

Logo na entrada encontramos as hastes das bandeiras que deveriam estar identificando o município, estado e o nosso Brasil estão todas quebradas, totalmente deteriorada. Onde sabemos que todo cidadão tem direito ao lazer e ao esporte e, no entanto, o que a equipe verificou foi o total abandono. A estrutura do teto cheios de buracos, lâmpadas quebradas e queimadas, dessa vez sem portões, quadra suja, arquibancadas quebradas, instalações elétricas precárias, os banheiros sem nenhuma estrutura e sendo utilizado para usuários de drogas, relação sexual, criadouro de mosquito da dengue, além de sinais de arrombamento, o ginásio vive totalmente à mercê dos bandidos. Além disso, boa parte do lixo estão alojadas em torno do ginásio.

Ginásio abandonado pela atual gestão do prefeito Flávio do Teté


Todo o investimento do ginásio poderia estar servindo para a diminuição dos jovens no mundo das drogas/crimes, haja visto, que sem esporte os jovens ficam mais ociosos e tendem a procurar as drogas como uma forma de liberdade. Essa é a real situação que o prefeito toma de conta de sua cidade, do esporte e lazer de seu município.

Em visita a delegacia da cidade, falamos com o senhor Derivaldo Cardoso Sousa, agente e que se encontrava de plantão. O agente nos repassou algumas informações sobre a segurança da cidade não tem estrutura, poucas viaturas e o quadro de pessoal é bastante reduzido. “Só para se ter uma ideia é apenas um policial militar por plantão para servir uma população de cerca de 15 mil habitantes, e que se for verificar as recomendações de policial por pessoa está bem abaixo do correto”, “A grande sorte é que na cidade o índice de criminalidade é bastante reduzido”, afirmou. Os maiores crimes são contra honra, crimes contra patrimônio.

Diante de tamanhas denúncias, nos encaminhamos a prefeitura na tentativa de encontrar o prefeito, pois da última vez também não conseguimos encontra-lo e parece que isso é uma prática corriqueira, pois o mesmo não se encontrava novamente no local. Sendo que o mesmo possui uma agenda de atendimento. Como pode ser comprovado através de foto. 

    Pela agenda do prefeito só trabalha três dias por semana


Ao indagar algumas das funcionárias que se encontravam no local, as mesmas informaram que ele estaria em dias de terça-feira. Sendo que foi verificado, através de foto, um quadro com a agenda do prefeito que não é cumprida. Dessa forma, o que se observa é que existem inúmeras denúncias contra a gestão do prefeito Flávio Campos, mais conhecido como Flávio do Teté.

O Ministério Público Estadual, através da promotora de justiça titular da comarca de Alto Longá, “Está investigando as denúncias que chegou até ela, juntamente com o TCE e a Delegacia da Receita Federal no PI, que inclusive já foi feito dois Termos de Ajuste de Conduta (TAC), um relacionado à saúde e um outro para resíduos sólidos (lixo) e que há uma investigação com relação ao matadouro para fechamento desse TAC, no próximo dia 24 de maio”, informou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário