quarta-feira, 22 de junho de 2016

Eletrobras-PI oferece condições especiais para renegociação de dívidas

Vereador Paulo Roberto da Iluminação (PTB)
A Eletrobras Distribuição Piauí está oferecendo condições especiais de renegociação de débitos aos seus clientes que estão inadimplentes. Para participar, o consumidor deve comparecer a uma das agências de atendimento da distribuidora munido de documentos de identificação pessoal, pois a negociação só pode ser efetivada pelo titular da fatura de energia.

A medida integra o Plano de Recuperação de Receita implantado a partir de maio pela companhia, e atende a uma solicitação encaminhada por meio de ofício pelo vereador Paulo Roberto da Iluminação (PTB), ainda na primeira quinzena de abril.

Na oportunidade, o parlamentar argumentou, junto à diretoria da Eletrobras-PI, que diversos consumidores inadimplentes pretendiam quitar seus débitos, mas não tinham condições, por conta dos altos valores acumulados com os juros e as multas. "O país passa por uma crise que há muitos anos não se via, e a Eletrobras, por ser uma empresa estatal, precisa ajudar os consumidores a quitar suas dívidas. Inclusive porque fazendo isso a distribuidora está reforçando o próprio caixa, com a entrada de valores que eram considerados de fundo perdido", afirma Paulo Roberto.

As condições de negociação variam de acordo com o perfil do consumidor e cada caso será avaliado através de simulação personalizada. O benefício, porém, deve durar por um prazo determinado. Por isso, a companhia alerta que os consumidores interessados na negociação devem procurar um dos postos de atendimento o quanto antes.

Os consumidores que possuem pelo menos duas faturas vencidas que totalizem entre R$ 200 e R$ 6.000 dispõem da modalidade de parcelamento simplificado, que pode ser negociado por meio do atendimento telefônico. Já os usuários que devem acima de R$ 6.000 precisam comparecer a um dos postos de atendimento da Eletrobras.

Segundo a Eletrobras-PI, o plano de renegociação "tem como foco principal proporcionar aos consumidores a oportunidade de se tornarem adimplentes com a distribuidora, evitando possíveis suspensões do serviço".


                                                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário