terça-feira, 19 de julho de 2016

Forte comoção popular marca o sepultamento do empresário Chagas Bigode, em Alto Longá (PI)

Empresário Chagas Bigode
Sob forte comoção popular, foi sepultado no inicio da noite de segunda-feira (18/7), no cemitério público de Alto Longá (PI), o corpo do empresário do ramo da construção civil e líder político ligado ao Partido da República – PR, Francisco das Chagas Silva Torres, mais conhecido popularmente como “Chagas Bigode”, de 57 anos de idade. Ele morreu vítima de infarto fulminante por volta de uma 1h da manhã de domingo (18/7), quando estava em sua casa de fazenda na companhia de sua mulher Maria Elena e de sua filha, a advogada Patrícia Torres, que fizeram esforços para tentar salvá-lo, mas sem sucesso devido à gravidade do estado de saúde.

Mais de 100 carros seguiram o cortejo do local do velório num percurso de 6 Km até a igreja de Nossa Senhora dos Humildes, no centro da cidade, onde aconteceu a missa de corpo presente.

Antes da cerimônia de sepultamento, o filho de Chagas Bigode, herdeiro político Belauto Bigode (pré-candidato a prefeito de Alto Longá), mesmo abalado e triste, fez questão de enaltecer a luta que ele vinha fazendo para montar um grupo político coeso e forte visando ganhar a eleição de outubro próximo. Belauto prometeu continuar a batalha para cumprir com o sonho do pai Chagas Bigode.“Vamos continuar cada vez mais unidos e manteremos a agenda elaborada por Chagas Bigode passo a passo rumo à mudança que ele tanto sonhava em vida. Não vamos recuar em nada. O grupo está unido e cada vez mais forte”, disse Belauto Bigode.

VELÓRIO COM MUITOS AMIGOS PRESENTES 

Durante todo o dia, o velório de Bigode atraiu políticos locais e centenas de amigos comuns, além de importantes lideranças políticas do Piauí, entre as quais, o governador Wellington Dias (de quem era amigo pessoal e grande admirador); a secretária de Estado de Educação, deputada federal Rejane Dias;  os deputados estaduais João Mádison Nogueira e João de Deus Sousa; o secretário de Segurança Pública, deputado federal Fábio Abreu; o secretário de Estado das Cidades, deputado Fábio Xavier; o secretário de Esportes do Governo do Piauí, Vicente Sobrinho; o secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles; o diretor-presidente da CONAB, Alisson Pêgo; o ex-prefeito de Esperantina, Chico Antônio; a prefeita de Coivaras,  Edimê Oliveira Gomes Freitas; a prefeita de Altos, Patrícia Leal; prefeito de Prata do Piauí, Antônio Parambu; o prefeito de Novo Santo Antônio, Edigar Bona; o prefeito de São João da Serra, Joãozinho Manú; o ex-deputado Pompilio Evaristo; o ex-prefeito de Esperantina, Chico Antônio;  o ex-prefeito de Alto Longá, César Sindô; o ex-prefeito de Alto Longá, médico José Vieira de Alencar; o ex-prefeito de São João da Serra, Edmilson Frazão;  o vereador de Teresina, Caio Bucar; o vereador de São João da Serra, Eldo; o vereador de Alto Longá, Batista Goiabeira; o presidente da Câmara Municipal de Beneditinos, Lucas Mendes;  o vereador de Alto Longá, J. J. Sindô; o advogado e professor universitário Eduardo Sindô; o advogado Valter Alencar Rebelo; o advogado Edigar Dona; o empresário Neto do Lili; o empresário Adson Pêgo; o presidente do PTN, jornalista Beto Loyola e o presidente do PRB, empresário José Wilson Sales; o aposentado Raimundo Ana Rosa e os filhos (Evaldo Sousa, Valdecy da Agricultura, jornalista Ademar Sousa e Toinha Sousa), dentre outros amigos de Alto Longá e de toda a região.

DE TEMPERAMENTAL A UMA CRIATURA DÓCIL E HUMANO

Chagas Bigode era uma figura humana que gostava dos pobres. Sempre dizia que teve uma infância humilde colhendo côco babaçu e trabalhou na agricultura até atingir a adolescência e viajar para Teresina, onde morou na Casa do Estudante. Em seguida, trabalhou como cobrador e motorista de ônibus, garimpeiro, vendedor ambulante, agente penitenciário e assessor do deputado federal Marcelo Castro por muito tempo. Mais tarde, ousou lutar e vencer tornando-se um potencial empresário do ramo da construção civil, dono da Construtorres, juntamente com sua mulher Maria Elena e os filhos Belauto, Júnior Bigode e Patrícia Moreira Torres. Apesar da boa estrutura financeira, Bigode nunca deixou de ser um homem simples e farto. Gostava de comer bem e de ver os amigos e parceiros comendo bem também. Em sua casa recebia visitas dia e noite. Era um grande articulador político e persistente em seus objetivos.

ALTO LONGÁ: A VIDA E O DESTINO

Segunda-feira, 18/7, 1h. Deus levou o “Velho Guerreiro” – Chagas Bigode para o descanso eterno. Porém, ele deixou um grande legado de homem simples e trabalhador e de incansáveis soldados para continuar a luta em defesa dos mais fragilizados sem poder econômico algum. Agora, diante disso, Belauto Bigode herdou o desafio de levar adiante o projeto idealizado pelo seu pai – Chagas Bigode, de alcançar o poder e defenestrar da vida pública políticos que não respeitam a população deixando-a padecer sem assistência médica um direito adquirido pela Constituição Federal, em vigor desde 1988. Assim, Belauto já assumiu a responsabilidade de prosseguir com o sonho de chegar a Prefeitura de Alto Longá para resgatar a moralidade no serviço público e, sobretudo, o respeito aos mais humildes que precisam das ações do poder público. A luta continua!!!! 
Médico José Geraldo e o empresário Chagas Bigode 


Nenhum comentário:

Postar um comentário