terça-feira, 23 de agosto de 2016

Estudantes ocupam a sede da Prefeitura de Alto Longá em protesto contra atraso salarial dos professores

O prefeito Flávio do Teté fugiu da cidade de Alto Longá para não atender aos reclames dos estudantes revoltados com o caos na educação


Mais de 400 estudantes das escolas da rede municipal de ensino e populares saíram em passeata na manhã desta terça-feira (23/8) como forma de protesto pelas ruas do centro da cidade até a sede da Prefeitura Municipal de Alto Longá, a 80 Km de Teresina, cobrando  o pagamento dos professores  e administrativos há dois meses em atraso,  restabelecimento da regularização do transporte escolar pela falta de pagamento do aluguel dos ônibus e de combustível. Além disso, falta merenda escolar para os estudantes em todas as escolas tanto da zona urbana quanto da zona rural do município.  

Os manifestantes ocupam a sede da Prefeitura, desde às 8h da manhã, devendo permanecerem  por todo o dia. Até o momento, o prefeito Flávio do Teté (PTB) não apareceu por lá para dar nenhuma satisfação aos estudantes que estão revoltados e indignados com a situação de caos provocado pela péssima administração dele enquanto gestor municipal. Quer dizer, Flávio do Teté perdeu a credibilidade e a confiança dos longaenses nestes sete anos e meio de sua desastrosa administração. Desta forma, o prefeito Flávio do Teté vai entrar para a história como o gestor que mais atrasou salários dos servidores em administrações públicas no município de Alto Longá.  



Como se não bastasse o descaso com a educação, a área de saúde também enfrenta paralisia total sem serviços de qualidade para a população de Alto Longá, que sofre sem atendimento médico digno e de sobra falta medicamentos. O Hospital Municipal José Vieira Gomes só funciona de fachada com as paredes aparentando ser um local adequado para atendimento médico. Ainda há reclamações de maus tratos dos médicos aos pacientes em busca de atendimento. 


O vereador Batista Goiabeira (PR), disse ao Blog Ademar Sousa, que a manifestação dos estudantes é justa e séria, visto que eles não suportam mais o descaso da administração de Flávio do Teté que não respeita os professores e nem o pessoal administrativo.  Para ele, o atraso de dois meses em relação aos salários dos professores representa a falta de compromisso do gestor com a classe, tendo em vista que os repasses do FUNDEB são feitos rigorosamente em dia. Então, isto caracteriza crime de responsabilidade podendo levar ao afastamento do gestor do cargo”, disse o vereador Batista Goiabeira.


3 comentários:

  1. Pura realidade isso chega basta tem que tira fora esse prefeito Flavio do tete ele não fez nada so acabou com q a gente tinha cade a saúde cade a educação cade a segurança coração chora pedimos mudanças

    ResponderExcluir
  2. e isso a jovens adolescente vamos em busca dos nossos direitos precisamos de mudança vamos na rua mesmo manifesta pelos os nossos direitos

    ResponderExcluir
  3. muita revolta com isso luga de bandido e na cadeia o luga do Flavio ela também porque ele tirou tudo o que e nosso e pegou para ele ele acha que somos o que um lixo pois ele esta enganado queremos mudança vida digna

    ResponderExcluir