segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Casais oficializam a união em casamento comunitário na Comarca de Timon

Trezentos e cinco casais oficializaram a união durante a quarta edição do projeto “Casamentos Comunitários”

Na comarca de Timon, distante a 428 km de São Luís, trezentos e cinco casais oficializaram a união durante a quarta edição do projeto “Casamentos Comunitários”, promovido pelo Poder Judiciário do Maranhão. O evento – coordenado pela juíza titular da 1ª Vara de Família da comarca, Rosa Maria da Silva Duarte – foi aberto pelo presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Cleones Cunha, na sexta-feira (16), no Centro de Convenção Maranhense do município.

Autoridades locais e representantes da comunidade prestigiaram a solenidade, que contou a presença dos magistrados Júlio Praseres (auxiliar do TJMA), Lewman Silva (São Luís); dos juízes da comarca Paulo Roberto de Menezes (1ª Vara Cível); José Elismar Marques (3ª Vara Criminal); Rogério Monteles (Juizado Especial Cível e Criminal); Raquel Araújo (1ª Vara de Coelho Neto); e Caio David Medeiros (1ª Vara de São Domingos do Azeitão).

O presidente do TJMA ressaltou a presença dos juízes no evento, destacando a importância da magistratura ir ao encontro da população. “Não importa o tamanho da solenidade e nem o número de casais, o importante é que o Judiciário esteja perto do povo, interagindo diretamente com a sociedade”, enfatizou.

O desembargador Cleones Cunha informou que já foram realizados mais de 100 mil casamentos desde 1998, quando o projeto foi iniciado na gestão do então corregedor-geral da Justiça, desembargador Jorge Rachid.

A juíza Rosa Duarte agradeceu aos servidores e parceiros que contribuíram para a realização da quarta edição do casamento comunitário na comarca sob a responsabilidade da Vara de Família. Aos noivos, ela pediu que a vida em comum seja partilhada com amor. “Lembrem-se o porquê de estarem juntos, por certo que na vida a dois tem amizade, amor, planos e problemas, mas desejo que sejam felizes independente das crises que porventura apareçam”, desejou.

CASAMENTOS – José Raimundo da Silva (60 anos) e Antônia Ribeiro da Silva (71 anos) formavam o casal mais idoso da cerimônia. “Nossa filha foi testemunha, ele queria oficializar nossa situação há muito tempo”, revelou a noiva. A união entre eles foi celebrada pelo juiz Elismar Marques. “Casal mais experiente tem sempre algo mais a ensinar para nós”, disse o magistrado.

A juíza Raquel Araújo (1ª Vara de Coelho Neto) celebrou a união do casal mais jovem da cerimônia, Ricardo Sabino Carneiro e Franciele Lima Vieira, ambos de 17 anos.

O casal João Batista dos Santos (27 anos) e Leonice das Neves (23 anos) foi o primeiro a chegar ao local da cerimônia. “A gente confessa que estávamos ansiosos, já estamos juntos há dez anos e esperamos muito por este momento”, contou o noivo.

A servidora da comarca, Denise de Jesus, e o professor, Elder Gonçalves, também aproveitaram a solenidade para oficializar a união que já tem quase 20 anos. “Sempre estou nos bastidores das celebrações de casamento na comarca, agora é a minha vez de participar”, revelou a noiva.

GRATUIDADE - Todos os atos de registro civil necessários à realização dos casamentos foram gratuitos para os noivos, que foram dispensados do pagamento das taxas referentes às despesas cartorárias por meio do projeto “Casamentos Comunitários”, promovido pela Corregedoria Geral da Justiça desde 1999.

Os custos dos processos de habilitação, o registro e as certidões serão ressarcidos aos cartórios pelo Poder Judiciário, com recursos do Fundo Especial das Serventias de Registro Civil das Pessoas Naturais do Maranhão (FERC), que tem a finalidade de captar recursos financeiros para assegurar a gratuidade dos atos de registro civil praticados pelas serventias extrajudiciais do Maranhão.  Fonte: Ascom/TJMA  


Nenhum comentário:

Postar um comentário