sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Henrique Júnior assume postura de independência e explica porque votará na eleição para presidência da Câmara

  Henrique: diálogo é minha forma de fazer política
Ausente da entrevista de ontem (29) com os vereadores da oposição, Henrique Júnior explica o motivo de sua decisão em votar na eleição para a mesa diretora da Câmara

A ausência notada do vereador Henrique Júnior (Podemos) hoje (29) na entrevista coletiva concedida pelos vereadores de oposição era dada como certa nos bastidores da política de Timon. Algumas pessoas até insinuaram em redes sociais que o vereador já teria aderido ao governo municipal antes mesmo de tomar posse.

Em conversa ontem (28), antes mesmo da convocação da entrevista coletiva pelos seus companheiros vereadores de oposição, o vereador eleito Henrique Junior (Podemos) concedeu entrevista ao blogdoribinha para afirmar sua decisão de votar na eleição da Mesa Diretora da Câmara, mas que esse voto não está de forma nenhuma atrelada à sua ida para o governo de Luciano Leitoa. “Me mantenho na oposição por onde me elegi”, disse o vereador.

Quanto ao voto na eleição da Casa, Henrique disse indagou ao jornalista: “o que seríamos de nós vereadores sem o voto, por isso não concordo com a decisão de se abster da votação. Temos que participar do processo que é legítimo, mas nem por isso estou aliado a governo municipal.” Henrique disse que a Câmara “deve ser uma casa autônoma em suas decisões assim como cada vereador deve exercer sua autonomia com relação às votações que dizem respeito as relações na casa”, disse.

“Devo meu mandato ao povo de Timon, não vou discordar da decisão dos demais vereadores de oposição, respeito a decisão deles e espero que eles respeitem a minha, assim como o povo também irá entender. Desejo fazer do mandato uma busca constante de entendimento para que os benefícios cheguem de forma contempladora para a população. Apresentarei meus requerimentos, indicações e projetos dentro dos trâmites legais e farei as cobranças para que eles se efetivem em benefícios também dentro desses trâmites, mas caso contrário também recorrerei às formas judicias, pois tenho interesse de que o benefício chegue para o povo, que é o maior interessado e a quem represento”, disse Henrique Júnior.

Henrique disse que continuará lutando para integrar as comissões legislativas da casa para discutir e participar de todas as decisões inerentes ao poder legislativo e reafirmou seu compromisso de ser oposição, mas que isso não signifique que ele irá participar das votações propostas pelo grupo de oposição, quando ele, como vereador, discordar do voto contrário.  (Do blog do Ribinha)


Nenhum comentário:

Postar um comentário