quinta-feira, 2 de março de 2017

MA: Deputados estaduais se preparam para disputar a Câmara Federal

Deputado estadual Eduardo Braide (PMN)
A Assembleia Legislativa já tem cinco deputados dispostos a encarar o desafio de concorrer à Câmara Federal em 2018. Já estão confirmados nesta disputa os deputados estaduais Eduardo Braide (PMN), Neto evangelista (PSDB) e Bira do Pindaré (PSB). A lista pode aumentar se Andrea Murad (PMDB) e Wellington do Curso (PP) também confirmarem interesse nas vagas da Câmara Federal.

O total de deputados estaduais interessados nas vagas da Câmara Federal representa mais de 10% do total de deputados estaduais na disputa em 2018.

Bira do Pindaré e Neto Evangelista já haviam decidido concorrer a uma vaga na Câmara Federal desde 2015, quando assumiram postos no governo Flávio Dino (PCdoB). Os dois devem, inclusive se transferir para o partido do governador, para viabilizar seus projetos.

Eduardo Braide decidiu concorrer à Câmara Federal depois da disputa pela Prefeitura de São Luís, em 2016. Encerrando o segundo turno com mais de 240 mil votos, ele entende que deve chegar a Brasília para viabilizar suas condições para ser o próximo prefeito da capital maranhense, em 2020.

“Entendo que as decisões sobre prefeitura e partidos se resolvem em Brasília. E quero estar no centro dessas discussões”, diz o parlamentar, que pode mudar de partido antes ou depois das eleições, com vistas ao processo eleitoral da capital daqui a três anos.

O projeto de ser candidata a deputada federal vem sendo estudado por Andrea Murad desde antes das eleições municipais. Ela estuda, inclusive, buscar uma legenda diferente do PMDB para viabilizar seu projeto, que tem associação direta com a candidatura do pai, o ex-deputado estadual Ricardo Murad.

Wellington do Curso é o único dos cinco deputados estaduais que trabalha uma possibilidade de concorrer à eleição majoritária. A princípio, ele tem interesse na disputa pelo Senado Federal, mas não descarta concorrer ao Governo do Estado. ‘Estou à disposição do meu partido”, afirma o parlamentar.

Se disputar mesmo o governo, Wellington foca, principalmente, na disputa pela prefeitura em 2020. Assim como Eduardo Braide, ele deixou o pleito do ano passado em excelentes condições eleitorais, com mais de 110 mil votos na capital maranhense. E quer aproveitar este recall para marcar posição e chegar forte nas próximas eleições.

Saiba Mais

Pelo menos quatro ex-deputados federais ou estaduais estudam a possibilidade de tentar voltar ao posto em 2018. Gastão Vieira (PROS) e Clovis Fecury (DEM) vão concorrer às vagas na Câmara dos Deputados como nomes de peso dos seus partidos. Manoel Ribeiro (PTB) e Carlos Alberto Milhomem (PSD), que já foram, inclusive, presidente da Assembleia, querem voltar ao posto. Em contrapartida, alguns atuais estaduais podem deixar de concorrer para abrir vaga a parentes – filhos, filhas, cônjuges. É o caso, por exemplo, do atual presidente da Assembleia, Humberto Coutinho (PDT), que pode tanto concorrer a uma vaga majoritária, quanto abrir mão da disputa em favor da mulher, Cleide Coutinho, ou do sobrinho, Leonardo Coutinho (amos do PSB). (Com informações de O Estado do Maranhão)




Nenhum comentário:

Postar um comentário