sexta-feira, 10 de março de 2017

Elmano Férrer: ‘governadores hoje são meros administradores da folha'

Senador Elmano Ferrer (PMDB-PI) 
O senador Elmano Férrer (PMDB-PI) disse acreditar que o poder público, em todas as instâncias, já não consegue atender mais às necessidades das pessoas nos mais diversos setores, como saneamento básico, segurança, saúde e educação.

No Piauí, segundo Elmano Férrer, isso se revela, por exemplo, na falta de água num conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida, recentemente inaugurado, onde vivem 15 mil pessoas em três mil unidades.

— Temos que reinventar o estado brasileiro e, dentro da crise do estado, a crise federativa. Os governadores hoje são meros administradores de folha de pagamento.

Adequação da BR-135

Depois de comemorar a produção de 4 milhões de toneladas de grãos na safra 2016/2017 no cerrado do Piauí, o Elmano cobrou do ministério dos Transportes a adequação da BR-135 às especificidades técnicas de rodovia federal.

A rodovia, antes estadual, passou para o status de federal, mas ainda conserva as características originais, condição incompatível com a nova realidade, em que há o tráfego de carretas que transportam grãos e fertilizantes, conforme explicou o senador, com a alta incidência de acidentes.

Fechamento fábrica

Elmano ainda lamentou o fechamento, depois de 21 anos, da fábrica de cimento Itapissuma, que empregava 526 trabalhadores no Piauí. O fechamento, segundo o senador, vai prejudicar famílias e gerar reações negativas em cadeia no setor produtivo.

Ele lembrou que tantas outras atividades dependem da indústria de cimento. Por isso, Elmano apelou para que autoridades do estado busquem alternativas perante a empresa, de modo que algo possa ser feito para evitar o fechamento da fábrica e de postos de trabalho.

— Isso é muito triste, num momento em que o país tem de 13 milhões de desempregados, e uma indústria instalada na região semiárida, numa região já sofrida, por vários aspectos, desde a escassez de água a um comércio fruto de uma agricultura ainda de subsistência. Isso trouxe um choque brutal na vida de mais de 3.500 pessoas.  Fonte: Agência Senado 



















Nenhum comentário:

Postar um comentário