terça-feira, 28 de março de 2017

PI: Policiais civis ameaçam parar no dia 21 de abril

Presidente do Sinpolpi, Constantino Júnior
Os policiais civis do Piauí ameaçam parar as atividades a partir do dia 21 de abril, dia do policial civil, se o governo não atender as reivindicações de reajuste salarial proposto pela categoria em audiência com o governador Wellington Dias, no dia 2 de fevereiro. Até agora não tivemos resposta. A proposta é o reajuste dos delegados em 40% e o agente propõe ganhar 60% do que ganha um delegado.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpolpi), Constantino Júnior, informou que em 2015 a categoria parou 18 dias e no ano passado pararam por três dias em reivindicação semelhante. “Agora, se uma assembleia geral deliberar pela paralisação, os policiais civis vão atender apenas ocorrências como homicídio, estupro e crimes contra a criança e idosos. O restante, registro de ocorrências, perícias e investigações, para tudo”, avisou o sindicalista.

Segundo um relatório de atividades da Polícia Civil de 2016, somente em Teresina foram registrados 46.931 crimes. E foram presas em flagrantes 3.056 pessoas na Central de Flagrantes, sem contar a apreensão de menores infratores.

“O governador autorizou um estudo para negociar o reajuste, mas não houve contato. Estamos articulando uma paralisação para o dia 21 de abril, que é o dia do policial civil”, enfatizou Constantino Júnior.

Um delegado da Polícia Civil ganha em média R$ 19 mil. Com reajuste de 40% que eles estão pedindo, vão ganhar em torno de R$ 27 mil. Os policiais civis que ganham em torno de R$ 6,5 mil querem ganhar o equivalente a 60% do que ganha um delegado. Um agente passaria a receber por volta de R$ 16 mil.

“Nós apresentamos as propostas ao governador. E estamos vendo que estamos sendo discriminados, porque ele já sentou com outras categorias depois disso. E estamos aguardando. E também queremos dizer que não aceitamos vinculação com outras categorias”, advertiu. Fonte: Jornal Diário do Povo  



Nenhum comentário:

Postar um comentário