quinta-feira, 30 de março de 2017

Sinpolpi denuncia condições precárias da Delegacia Regional de Picos

Presidente do Sinpolpi, Constantino Júnior

O Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpolpi) está denunciando a atual situação de calamidade pública da delegacia da cidade de Picos. Existem presos da justiça que precisam ser transferidos, além da grande quantidade de veículos apreendidos existentes no pátio do antigo prédio da regional. 

O sindicato recebeu informações que, atualmente, a delegacia de Picos se tornou um depósito de presos de toda a região e de municípios vizinhos. Além disso, os delegados lotados naquela localidade serão transferidos sem a resolução da situação da custódia dos presos.

Segundo o presidente do Sinpolpi, Constantino Júnior, o prédio que funciona a delegacia está com condições impróprias para trabalho, mesmo tendo sido reformado há pouco tempo, além da situação de ter a presença de muitos presos no local que, segundo ele, é impróprio, pois estes já deveriam ter sido encaminhados para algum presídio do Estado.



“Os agentes estão sendo colocados para vigiar o prédio da antiga delegacia regional, pois lá estão veículos velhos apreendidos. Mesmo existindo uma decisão judicial que obriga o Estado a desocupar o antigo prédio e resolver o destino dos veículos, os delegados continuam encaminhando agentes para esse trabalho, que pode ser caracterizado como desvio de função”, esclarece o presidente.


O Sinpolpi afirma que a situação da delegacia de Picos já está sob conhecimento do governo, mas que irá tomar as providências cabíveis para que a desocupação do antigo prédio e a transferência dos presos seja realizada o quanto antes, pois essas condições põem em risco tanto os policiais daquela localidade quanto a população que necessita dos serviços. Fonte: Sinpolpi



















Nenhum comentário:

Postar um comentário