quinta-feira, 27 de abril de 2017

PI: Em assembleia organizativa, bancários decidem pela paralisação de 24h nesta sexta-feira (28)


Durante assembleia organizativa no Sindicato dos Bancários do Piauí ocorrida nesta quarta (26/04), os bancários votaram e decidiram, por unanimidade, em parar por 24 horas nesta sexta (28/04), dia de paralisação geral no país contra as reformas trabalhista e previdenciária.

 Os bancários já tinham decidido em assembleia realizada no dia 19/04, paralisar dia 28/04, em unidade a todos os trabalhadores do Brasil contra a terceirização, desmonte dos bancos públicos, contra as reformas trabalhista e da previdência. Na assembleia de quarta-feira, a decisão foi ratificada com informes sobre carros de som, material e presença sem falta na Praça Rio Branco, na sexta-feira, a partir das 9h.

“Estamos juntos nesta luta: bancos privados e públicos, pois os funcionários dos dois estão ameaçados, já que não vai ter mais concurso e o que vai mandar agora é a terceirização. Temos que estar prontos para esta luta”, disse Arimatéa Passos, presidente do SEEBF-PI.  

Antes da assembleia organizativa, houve uma palestra com Raphael Miziara, advogado, professor em cursos de graduação e pós-graduação em Direito, professor da Escola Superior de Advocacia do Piauí, membro da ANNEP - Associação Norte Nordeste de Professores de Processo, membro da ABDPro - Associação Brasileira de Processo e membro fundador e Presidente do Instituto Piauiense de Direito Processual. Ele falou sobre reforma trabalhista.

“Só conseguiremos alguma coisa nesse país com luta, não adianta eleição, e isso não vai mudar. Mas acredito muito nos bancários. Essa reforma está sendo enfiada goela abaixo, sem discussão com a sociedade, e os bancários têm que ir para as ruas e mudar o que está acontecendo”, explicou Miziara.

Na oportunidade, os bancários participaram da palestra fazendo perguntas sobre o tema e tirando suas dúvidas. Fonte: SEEBF-PI


Nenhum comentário:

Postar um comentário