sexta-feira, 12 de maio de 2017

Vereador Dudu solicita ao MPF e MPE intervenção no Hospital de Urgência de Teresina

Parlamentar denuncia que a sua situação é alarmante, tanto para os pacientes, quanto para os servidores do hospital.

Vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT)

Após realizar uma vistoria no Hospital de Urgência de Teresina para averiguar denúncias dos funcionários, o vereador Edilberto Borges, Dudu (PT), protocolou ofício, nesta terça-feira, dia 9, ao Ministério Público Federal e ao Estadual solicitando intervenção no HUT.

O documento solicita que o MPE e MPF adotem medidas para averiguar em caráter de urgência as graves denúncias encaminhadas por profissionais de saúde que trabalham no HUT, e posteriormente averiguada por uma comissão de vereadores, em relação ao funcionamento do Hospital. As denúncias versam sobre a descontinuidade do atendimento médico hospitalar e falta de estrutura adequada para profissionais da área de saúde desenvolverem as suas atividades naquele hospital, causando assim risco de morte aos pacientes.

Antes da entrega, o parlamentar chamou atenção mais um vez sobre a situação da saúde de Teresina, em especial o caos que se encontra o Hospital de Urgência de Teresina, durante discurso na tribuna da Câmara Municipal de Teresina. O vereador destacou que após realizar a vistoria no HUT, juntamente com os vereadores Deolindo Moura e Cida Santiago, conversou com enfermeiros, técnicos e pacientes identificando a falta de medicamentos, como álcool, glicose, buscopan, paracetamol e até anestesias para procedimentos.

Dudu pontuou que “a sua situação é alarmante, tanto para os pacientes, quanto para os servidores do hospital. Temos um Hospital onde os servidores estão desesperados e médicos estão pedindo intervenção, pois podem sim estar tendo perdas de vida no HUT. O atendimento precisa ser reparado o mais rápido possível. A população espera da rede pública o mínimo de zelo e atenção”.

Para o parlamentar,  o discurso da prefeitura de que é investido 35% na saúde não passa de uma falácia, pois hospitais como HUT, Maternidade Wall Ferraz, no Dirceu, hospital São Carlos Borromeu e Samu se encontram atualmente com seus serviços prejudicados por falta de estrutura e assistência da Prefeitura e da Fundação Municipal de Saúde.

"Existem hoje quatro tipos de capital, a Teresina real, na qual o povo mora e precisa se arriscar buscando atendimento no HUT. Temos também a Teresina excelente, apresentada pela Prefeitura, através das suas campanhas institucionais, que tudo é maravilhoso. Existe também a Teresina ideal, que estamos lutando para que aconteça e garanta mais segurança para a população. Por fim, temos a Teresina criada por parte de vereadores que usam a tribuna para dizer que está perfeita e sem nenhum problema. Por fim, oficiamos os órgãos para que sejam tomadas medidas urgentes", ressaltou o vereador.

Além das notificações, Dudu afirma que continuará vistoriando outros hospitais e unidades de saúde da capital, além de ter deixado um encaminhamento para a Comissão de Saúde da Câmara, para que seja aberto um procedimento de investigação do Hospital de Urgência de Teresina.

Em resposta ao pronunciamento do vereador Dudu, o presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Teresina, vereador Dr. Lázaro, declarou que irá se aprofundar com o debate, pela causa da saúde de Teresina, assim como discutir e dá prosseguimento aos encaminhamentos propostos por Dudu. (Com informações do Acesse Piauí).


Nenhum comentário:

Postar um comentário