terça-feira, 13 de junho de 2017

TIMON: Documentos achados com administrador são pistas para elucidar crime

Marco Antônio Oliveira, 30 anos
Documentos encontrados pela Polícia Civil podem ajudar na elucidação da morte do administrador Marco Antônio Oliveira, 30 anos. O corpo dele foi encontrado ontem, após oito dias de desaparecimento, em estado de decomposição e o carro incendiado.               

O delegado de Homicídios de Timon (MA), Antônio Valente, revelou que "papéis que fornecem informações importantes" foram encontrados próximo ao veículo de Marco.

"São documentos pessoais, cartões, documento do carro, dentre outros. Ainda vamos analisá-los porque pode ser que tenham informações importantes", disse o delegado.

Pelo que foi investigado até agora, a polícia acredita que o crime tenha sido de latrocínio. "A única certeza que temos é que foi um homicídio onde tentaram destruir as provas", falou o delegado.

A partir de hoje, a polícia vai ouvir um familiar e colegas de trabalho de Marco. A intenção é levantar informações da vida pessoal e profissional da vítima para delimitar uma linha de investigação.

Quando desapareceu de casa, no dia 4 de junho, Marco disse apenas "que ia ali". Por volta de 14h do mesmo dia, câmeras de monitoramento flagraram o carro dele seguindo para Timon.

"Um familiar virá conversar com a gente. Também recebemos algumas ligações de pessoas anônimas, mas ainda não temos uma linha definida", acrescenta o delegado.

Marco Antônio Oliveira tinha cargo administrativo na empresa R. Damásio há 14 anos. No próximo mês, ele iria viajar a trabalho para a China.                    

O corpo encontrado ontem só pode ser reconhecido pela arcada dentária. O Instituto Médico Legal (IML) de Timon constatou ainda que a morte do administrador foi uma hemorragia provocada por uma arma branca. O enterro dos restos mortais ocorreu ainda na tarde de ontem. Fonte: Cidade Verde 

Carro da vítima totalmente destruído por fogo 




Nenhum comentário:

Postar um comentário