quinta-feira, 31 de agosto de 2017

SAÚDE: Mais uma vez Timon atinge baixo índice de infestação do Aedes aegypti


Pela segunda vez a cidade de Timon comemora o baixo índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, apresentando referência de 1%, percentual considerado aceitável pelo Ministério da Saúde. O resultado foi obtido no último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRA), realizado no período de 21 a 25 de agosto. Ano passado, o município também celebrou o registro de apenas 0,4%, configurando o menor índice de infestação da história da cidade.

O percentual apresentado coloca mais uma vez a cidade na faixa verde, que representa baixo risco para ocorrência de doenças causadas pelo mosquito, como Dengue, Zika e Chikungunya. A Secretaria Municipal de Saúde (SEMS) comemora o resultado que, de acordo com o secretário da pasta, Marcio Sá, foi obtido por meio de parcerias com a Regional de Saúde de Timon.

“Mais uma vez estamos em festa. Esta é a segunda vez que conseguimos manter valores dentro do que é preconizado pelo Ministério da Saúde. Um resultado que atribuímos, é claro, ao constante trabalho de prevenção e conscientização que é realizado por nossa equipe de Agentes de Endemias, mas também à parceria da Regional de Saúde de Timon, que nos auxiliou com os carros fumacê, além da colaboração da população”, destacou o gestor.

Segundo a Secretaria de Saúde, as ações de combate aos criadouros do mosquito são realizadas o ano inteiro – mesmo nos meses de baixa incidência de doenças como a Dengue – e intensificados nos meses mais propícios para o aparecimento do mosquito. “Só temos que comemorar e continuar com o trabalho, visando obter sempre resultados positivos”, disse o coordenador do Controle de Endemias da secretaria, Dolamito Marques, explicando que o resultado mostra também o envolvimento da população com o trabalho de conscientização realizado pelos Agentes.

No período, foram visitados em média 2.639 imóveis em toda a região de Timon. A ação contou com uma equipe de supervisão da Regional de Saúde de Timon, responsável pelo setor vetorial, e 36 agentes de controle de vetor do município que realizaram a amostragem. Foram pesquisados imóveis de diferentes áreas para detectar a frequência de criadouros do mosquito transmissor da dengue e as ações eficientes de combate.



O LIRA é um programa do Ministério da Saúde responsável pelo mapeamento rápido dos índices de infestação por Aedes aegypti, identificando os criadouros predominantes e a situação de infestação do município. Ele permite o direcionamento das ações de controle para as áreas mais críticas. Em Timon, a ação é realizada nos meses de janeiro, março e outubro. Fonte: Ascom/Sems 


Nenhum comentário:

Postar um comentário