terça-feira, 14 de novembro de 2017

TIMON: Sindicato dos Comerciários (SECTIPAM) desmente nota divulgada pelo Grupo Mateus

SECTIPAM avisa que usará mais de 100 homens para impedir o funcionamento de supermercados nesta quarta-feira (15), em Timon

Diretores do SECTIPAM em ação na cidade de Timon 

No final da tarde desta terça-feira (14), em entrevista ao Blog Ademar Sousa, o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio dos Municípios de Timon e Região Leste do Estado do Maranhão – SECTIPAM, Valdeilson da Costa e Silva, o Dedé do Povo,  disse que resolveu dar resposta a uma nota publicada pelo Grupo Mateus, na qual informando  que a decisão divulgada pelo Sindicato  da categoria de fechar os supermercados que vierem a funcionar no município de Timon neste dia 15 de novembro, não possui respaldo legal.

Nesse sentido, Dedé do Povo esclarece que “mesmo os supermercados estando enquadrado como atividade essencial, conforme Decreto expedido recentemente, podendo funcionar nos feriados, existe a Lei Federal que trata sobre o funcionamento nos feriados, a qual não foi revogada por conta do decreto. Nesse caso, os supermercados podem funcionar no feriado mediante acordo ou Convenção Coletiva assinados com o sindicato dos trabalhadores. É isso que garante a lei. Sem acordo não há autorização. E sem autorização, a abertura é um ato ilícito passivo de multas e outras penalidades”.

Além disso, conforme relatou ainda o presidente do SECTIPAM, Dedé do Povo,  o  Código de Postura do Município rege que o comércio em geral, assim como supermercados e minimercados não havendo acordo com o Sindicato da classe ou na Convenção Coletiva de Trabalho deverão ser fechados, tendo vista que não houve acordo entre os representantes das categorias de supermercados e minimercados com o sindicato laboral.  

Em razão da possibilidade de descumprimento do fechamento dos supermercados e minimercados, o SECTIPAM com o apoio de representantes de sindicatos de outras categorias de trabalhadores, vão impedir a abertura desses estabelecimentos comerciais nesta quarta-feira (15). Para isso, serão convocados mais de 150 homens em regime de força tarefa visando dar cumprimento a lei.
.









Nenhum comentário:

Postar um comentário