segunda-feira, 12 de março de 2018

Timon conta com Programa de Atenção aos Ostomizados



Pessoas Ostomizadas são aquelas que passam por um procedimento cirúrgico (Ostomia), em decorrência de uma patologia inflamatória, de um tumor ou até mesmo de um traumatismo abdominal que tenha atingido a bexiga ou a região do intestino. Assim, a pessoa ostomatizada passa a usar bolsas coletoras para fezes ou urina que ficam aderidas na pele e têm a função de coleta e depósito para a eliminação de dejetos corporais. Para essas pessoas, o isolamento social é frequente, porém, quando há um trabalho de assistência, com o desenvolvimento de programas, percebe-se que, mesmo com essa patologia, é possível ter qualidade de vida.

Em Timon, a Secretaria Municipal de Saúde desenvolve desde 2016 o Programa de Atenção ao Ostomizados, com o objetivo de garantir a saúde e qualidade de vida desses pacientes. Atualmente, existem 30 pessoas cadastradas. O serviço presta cuidados e disponibiliza bolsas a pessoas que passaram por cirurgias de colostomia ou urostomia e precisaram utilizar uma outra forma para eliminar fezes ou urina. No ano de 2016 foram distribuídas 957 unidades e em 2017 foram 1.954. Todas entregues de forma gratuita.

“A quantidade de bolsas fornecidas depende do diagnóstico de cada paciente, mas em geral são entregues 10unidades por mês a cada usuário, conforme é preconizado pelo Ministério da Saúde, sendo os casos excepcionais avaliados”, explicou a estomaterapeuta do município, Sâmia Oliveira.

O preço do material no mercado gira em torno de R$ 25,00 por unidade. Quem utiliza 30 bolsas mensais teria de gastar R$ 9 mil por ano. “Essa é mais uma conquista na área de saúde, dentro da gestão do prefeito Luciano Leitoa, pois agora esses pacientes, que antes compravam ou buscavam esse benefício em São Luís, contam com esse serviço aqui em Timon, de forma totalmente gratuita” disse o secretário municipal de saúde, Marcio Sá.

O Programa de Atenção ao Ostomizado em Timon é desenvolvida na Policlínica do município disponibilizando orientação e acompanhamento aos pacientes com uma equipe multidisciplinar, composta por gastrologistas, urologistas, proctologistas e a profissional específica para o atendimento, estomaterapeuta. O atendimento ocorre todas as quartas-feiras. Para se cadastrar o paciente deve se dirigir à Policlínica com os documentos pessoais (RG e CPF), cartão do SUS, comprovante de residência e relatório médico contendo as informações sobre o procedimento cirúrgico. Fonte: Ascom/Sems


Nenhum comentário:

Postar um comentário