segunda-feira, 12 de março de 2018

Timon realiza mutirão de combate ao mosquito Aedes Aegypti



Foi realizado no último sábado um mutirão de Combate ao Mosquito Aedes Aegytpi, mosquito transmissor das arboviroses (Dengue, Chikungunya, Zika Vírus e Febre Amarela). A ação foi realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Coordenação de Endemias, contando com a participação dos agentes e outros profissionais voluntários da Vigilância em Saúde, Vigilância Sanitária e Atenção Básica.

Foram visitados residências, comércios, terrenos baldios, locais onde foram encontrados 13 focos e 22 matilhas, com eliminação de criadouros. Na oportunidade, os agentes fizeram a distribuição de panfletos à comunidade e o trabalho de conscientização sobre o perigo das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, principalmente nesse período chuvoso.

A Coordenação de Endemias visita realiza periodicamente visitas em residências do município, promovendo a conscientização aos moradores sobre o perigo da doença e as formas de evitarem a proliferação do mosquito. “O trabalho de conscientização é diário, e a participação da comunidade é muito importante, por isso ações como essas são essenciais e trazem resultados positivos”, disse o secretário municipal de Saúde, Marcio Sá.


Saúde alerta que agentes de endemia só trabalham uniformizados

A Secretaria Municipal de Saúde de Timon (SEMS) informa que os Agentes de Combate às Endemia do município realizam atividades preventivas por meio de um cronograma que visa visitas periódicas às residências com a proposta de passar orientações à população.

De acordo com a pasta, estes profissionais só desempenham suas funções devidamente uniformizados, caracterizados com blusa, bolsa e identificados através de crachá. “A população precisa estar atenta a essas características para que não permita a entrada de pessoas indevidas em suas casas, pois recebemos denúncias de que pessoas tiveram acesso às residências se identificado como ACE. Então é preciso ter bastante cuidado”, disse o secretário municipal de Saúde, Marcio Sá.

O coordenador de Endemias, Dolamito Marques, informou que todo trabalho segue padrões específicos como análise da área externa da casa (corredores e quintais) e banheiros com acompanhamento do morador. “Ao chegarmos em uma casa, nos identificamos, estando devidamente uniformizados. Nossa farda traz o brasão do município, assim como a bolsa que carregamos. Além disso, qualquer dúvida que o morador tiver, pode estar entrando em contato pelo Disk Dengue (98827-5271), e informar o nome da pessoa que está em desejando entrar em sua casa para confirmar se é ou não um agente de endemia”, informou o coordenador. Fonte: Ascom/Sems

Nenhum comentário:

Postar um comentário