quinta-feira, 12 de abril de 2018

ALTO LONGÁ: Celebração de Sétimo Dia em sufrágio da alma de Aldenora Pereira

Visita de 7º Dia ao túmulo da vovó Aldenora Pereira de Sousa

Aldenora na rede e sua bisneta Amanda Sousa 

Em Alto Longá (PI), a celebração religiosa em sufrágio da alma de Aldenora Pereira de Sousa acontecerá neste sábado (14/04), às 7h, na casa da família dela, no Bairro Boa Vista, naquela cidade. A família da vovó Aldenora convida amigos, amigas e parentes para o ato religioso.

Aos 103 anos de idade e com a saúde bastante debilitada, Aldenora Pereira faleceu na tarde do último sábado (07), depois sérias complicações respiratórias. Ela era uma mulher guerreira e viveu grande parte da sua vida na zona rural do município de Alto Longá, na companhia do seu esposo Francisco Balbino de Sousa, o popular Chico Ana Rosa, falecido há 25 anos. Na velhice, em vida, eles decidiram mudar para o Bairro Boa Vista, onde viveram seus últimos dias de vida e estão sepultados lá mesmo.

 Aldenora Pereira de Sousa. Era 1916. Quando ela nasceu, muita coisa ainda não havia se passado nesse mundo. Eventos que iriam mudar os rumos da humanidade: Primeira e Segunda Guerra Mundial, suicídio de Getúlio Vargas, invenção da TV, Ditadura Militar, Queda do Muro de Berlim, surgimento da internet, do celular, 11 de Setembro, Aquecimento Global e Impeachment de Collor e de Dilma Roussef, dentre outros acontecimentos que marcaram o mundo atual.

A vovó Aldenora deixou os seguintes filhos:  Francisco das Chagas, Raimundo Nonato (popular Raimundo Ana Rosa), Zeca, Domingos, Graça, Balbino, Zé Luís e Pedro. Ainda fizeram parte como filhos do casal Aldenora Pereira e Chico Ana Rosa,  outros Antônio, João Batista, o João Ana Rosa e Raimunda Mundica, já falecidos anteriormente. Deixou também noras e um genro. 

A família de Aldenora é numerosa deixou mais de 50 netos, fora bisnetos e tataranetos sem uma contagem precisa da quantidade. Inclusive, este jornalista e blogueiro Ademar Sousa faz parte com muito orgulho da lista de netos de Aldenora Pereira de Sousa. E aqui manifesto a minha saudade dela reconhecendo o legado de mulher guerreira, séria, decente, trabalhadora e que sempre deu bom exemplo aos seus filhos e netos. Vovó Aldenora viveu intensamente e agora fique em paz junto ao nosso Pai Criador Jesus Cristo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário