terça-feira, 19 de junho de 2018

TIMON: Secretário discute melhorias com Associação dos Deficientes

Secretário de Saúde, Márcio Sá, em encontro da área
A Associação dos Deficientes Físicos e Cognitivos de Timon (ADEFICTI) foi recebida na manhã desta terça-feira (19) pelo Secretário Municipal de Saúde, Marcio Sá, que fez uma apresentação dos serviços de saúde disponíveis no município para pessoas com algum tipo de necessidade especial.

De acordo com o gestor, a proposta é garantir que essas pessoas tenham conhecimento dos programas e políticas de inclusão que existem no município de Timon. “A associação havia nos solicitado que apresentasse os serviços de saúde de atenção às pessoas com necessidades especiais. Então para isso chamamos os responsáveis por cada área dessa rede de serviços, como a diretora do Maria do Carmo Neiva, para apresentar o trabalho desenvolvido nesse segmento e ações planejadas para melhorar e ampliar ainda mais o atendimento”, explicou o secretário.

 No encontro, o titular da SEMS, junto com o assessor técnico da pasta, Leonardo Davis, fez uma breve explanação de todos os serviços voltados às pessoas com deficiências. “O atendimento começa pela Atenção Primária, por meio da Estratégia Saúde da Família (ESF) e caso precise de atendimento especializado, o paciente é encaminhado. Em Timon, por exemplo, temos o CIAEE Maria do Carmo Neiva, que foi habilitado h á pouco tempo em deficiência física e intelectual. Lá contamos com uma equipe multiprofissional com psicopedagogo, fisioterapeuta, neuropediatra, entre outros. Temos também os CAPS, que forma o atendimento da Saúde Mental. E a rede para esse atendimento, no município, está quase toda formada, estamos apenas aguardando a liberação da portaria de alguns projetos que já foram aprovados no Ministério da Saúde, disse Marcio Sá.

Ao final da reunião, o titular da SEMS falou sobre um projeto que vai reestruturar os serviços de saúde em Timon. “Temos o Programação Geral das Ações e Serviços de Saúde (PGASS), que é um programa que visa pactuar na região as Redes de Atenção à Saúde, ampliando a oferta de serviços, conseguindo assim melhorar investimentos, fazer um plano regional mais sólido e ampliar a estrutura da Média Complexidade. Algo que certamente trará uma melhoria no número de procedimentos, consultas e exames disponíveis para a população”, finalizou o secretário.





Nenhum comentário:

Postar um comentário