terça-feira, 10 de julho de 2018

MA: Timonense é finalista do Troféu Inova Jovem Empreendedor


O prêmio nacional será entregue, nessa sexta-feira, 13.07, em Brasília, a jovens da periferia que realizaram curso de empreendedorismo.

Cidade de Timon (MA)   Foto: Divulgação 

Cerca de dois mil jovens moradores de comunidades periféricas de todo o Brasil foram capacitados para empreender em um negócio partindo do zero, com a metodologia By Necessity, da Agência Besouro. Destes, 30 finalistas concorrem ao Prêmio Inova Jovem Empreendedor, que será entregue na sexta-feira, 13.07, em Brasília. Todos participaram de programa da Secretaria Nacional de Juventude, do Governo Federal, ao longo do primeiro semestre de 2018. Além de aulas, os alunos permanecem incubados por 30 dias, com suporte presencial e online, para a garantia da continuidade dos empreendimentos.

Vidas foram modificadas com a possibilidade de geração de renda e histórias emocionantes tomaram conta do País. Diante deste retorno positivo, a Secretaria Nacional lançou a premiação. Trinta novos empreendedores foram selecionados para as finais nas categorias: a) Performance financeira: aumento do percentual da renda obtida no período; b) Histórico social: mudança social ocorrida, afastamento da criminalidade e da drogadição, busca por alfabetização; c) Inovação: desenvolvimento de uma área de negócios ainda não explorada no entorno.

O finalista de Timon, Daniel de Souza Miranda, concorre na categoria Histórico Social. Seu negócio é o “Miranda Barber Shop”, empreendimento que está permitindo uma mudança na condição e na perspectiva social do jovem. (Conheça, abaixo, a história de Daniel.)

“O aluno, em condições de vulnerabilidade social, completar 30 horas de estudo em sala de aula e sentir-se preparado para, contrapondo o cenário econômico, abrir as portas de um empreendimento, sem suporte financeiro, já é cenário passível de recebimento de premiação, independente dos resultados imediatos obtidos”, salientou o criador do método e diretor-presidente da Agência Besouro, Vinicius Mendes Lima.

O ato de premiação aos três primeiros lugares em cada categoria e homenagem aos demais 21 selecionados ocorre no próximo dia 13, na sede da Secretaria Nacional de Juventude - Pavilhão das Metas, Via VN1 - Leste - s/nº - Praça dos Três Poderes – Brasília/Distrito Federal.


Barba, cabelo, bigode e bom negócio


Não é de hoje que os homens se preocupam em ter um bom corte de cabelo. Porém, de uns tempos para cá, o mercado viu crescer o número de barbearias. Experiente no ramo, mesmo com a pouca idade, Daniel Wanderson de Souza Miranda, 20 anos, do município de Timon no Maranhão, é o dono da Miranda Barber Shop.

 Foi a namorada de Daniel que deu a dica do Inova Jovem para ele, que seguiu à risca. E não se arrependeu! “Ela disse que eu poderia melhorar o meu negócio. Fiquei interessado e fiz. E gostei muito. Estou colocando em prática aqui tudo que aprendi. Sou muito grato”, diz.

Daniel vem de uma família humilde e os pais se separaram quando ele ainda era muito pequeno. A avó, então, assumiu a sua criação. “A renda da minha avó, que era costureira, era muito pouca. Ela não tinha condições de sustentar toda a casa”, relata. Com oito anos de idade, ele começou a trabalhar em uma oficina de carros para ajudar nas despesas da casa, que dividia com outros netos e tios.

“Meu pai foi embora quando eu era pequeno. Minha mãe morava na mesma cidade, mas se afastou da gente. Então, por necessidade, tive que começar a trabalhar muito cedo para ajudar, ter as coisas. Todo mundo tinha e nós não. Aí eu estudava e trabalhava, estudava e trabalhava”, conta.

Aos 12, aprendeu a cortar cabelo com o namorado de uma tia na época. Trabalhou em três salões de beleza e, aos 15 anos, resolveu montar o próprio salão em casa, depois de conseguir juntar um dinheiro. Era o início da barbearia, há cinco anos.

Com R$ 2,5 mil no bolso, ele comprou o mínimo de material que precisava. “Era apenas um espelho, uma cadeira, uma pequena bancada com quatro bancos para clientes, um ventilador de mesa, minha máquina de corte e mais alguns acessórios. Assim comecei meu negócio”, conta.

Sete meses depois da abertura da primeira barbearia, o empreendedor alugou um ponto em uma rua mais movimentada. “Fiz uma fachada e comecei a divulgar o meu negócio com cartão de visita, panfletos e as redes sociais. Tirava fotos do meu serviço e postava”, relembra.

Hoje, ele se mudou novamente para um local que fica em uma avenida. O espaço está maior, mas vai passar por uma reforma. Daniel já conta com um funcionário. Porém, para o futuro, ele vislumbra muito mais. “Ainda tem muita coisa para melhorar. Quero investir mais em marketing, montar minha loja da barbearia, comprar mais equipamentos, ter outro funcionário e padronizar o salão”, destaca.

O seu diferencial é o atendimento. “Venho lutando para me destacar na minha região e oferecer sempre o melhor para meus clientes”, ressalta. Outro destaque vai para a mesa de sinuca que está à disposição dos clientes enquanto esperam para ser atendidos.

Os conteúdos do programa da Secretaria Nacional de Juventude que estão fazendo e continuarão fazendo a diferença para a Miranda Barber Shop são os que abordam planejamento financeiro e divulgação, que hoje é feita também por redes sociais. “Creio que, com tudo que aprendi, vou longe neste meu negócio. Vou me destacar bastante e ter minha independência financeira”, planeja. Com certeza, você vai longe, Daniel!




Nenhum comentário:

Postar um comentário