quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Mesmo com o apelo de Luciano Leitoa nas redes sociais, a sua base não vota o orçamento 2019 e a matéria foi reprovada na Câmara Municipal de Timon



A presidente interina da Câmara Municipal de Timon, vereadora Socorro Waquim (MDB) reabriu na quarta-feira (02), a sessão extraordinária 294 que estava suspensa por decisão do ex-presidente Uilma Resende (PDT). A referida sessão contou com a presença da maioria absoluta da Câmara, dando assim, o quórum necessário para a reabertura dos trabalhos legislativos da Casa.

Mesmo com a oposição votando favorável à matéria, preocupada com os interesses da cidade, os vereadores da base aliada do prefeito Luciano Leitoa não se fizeram presentes a sessão. A Lei Orgânica dita que para aprovação de matéria orçamentária necessita de 11 votos a favor. E a oposição contribuiu com 10 votos favoráveis. Mas, enquanto isso, a base do prefeito não colaborou com nenhum voto prejudicando a matéria resultando na reprovação por falta de votos suficientes.

LUCIANO LEITOA APELOU NAS REDES SOCIAIS

O prefeito Luciano Leitoa usou sua rede social e cobrou que a oposição votasse favorável ao Orçamento Municipal 2019, mas esqueceu de pedir à sua própria base na Câmara Municipal que votasse a favor. “O prefeito Luciano não conversou comigo e tenho algumas pendências com ele”, disse um parlamentar da base aliada em tom de reclamação a uma fonte deste blog.

 Em meio aos desentendimentos entre Luciano Leitoa e a sua base política no Poder Legislativo, o governo municipal tem demonstrado ter perdido quase o controle total da gestão. Há quem diga que o prefeito não vem tendo habilidade para tratar com maestria os assuntos inerentes ao município de Timon.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário