segunda-feira, 22 de julho de 2019

Flávio Dino cogita denunciar Bolsonaro à PGR por crime de racismo

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou ao colunista Guilherme Amado, de Época, que avalia a possibilidade de denunciar o presidente Jair Bolsonaro (PSL) à Procuradoria-Geral da República pelo crime de racismo.

Ontem, um vídeo em que o presidente se refere aos governadores do Nordeste como "governadores de paraíba" acabou viralizando. Em conversa com o ministro Onix Lorenzoni, Bolsonaro diz ainda que do grupo "o pior é o do Maranhão" e que "não tem que ter nada com esse cara".

Governador Flávio Dino     Foto: Divulgação 

As afirmações soaram aos líderes nordestinos como retaliação. Flávio Dino se viu ameaçado diante da fala do presidente.

"É uma declaração criminosa. Configura um crime, previsto na lei que trata de racismo. Ele não pode falar assim. O presidente da República, ao dizer algo desse tipo, está praticando e incentivando que outros pratiquem o crime de racismo. Se ele não se explicar, vamos tomar providências junto à PGR para apurar a atitude dele", afirmou Dino à Época.

"Paraíba" é uma designação pejorativa, usada principalmente no Rio de Janeiro, para pessoas de origem nordestina, em especial aos que prestam serviços braçais.





Nenhum comentário:

Postar um comentário