quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Rafael Leitoa admite pré-candidatura a prefeito e cria mal-estar na base do prefeito Luciano


Primos Luciano Leitoa e Rafael Leitoa 
Enquanto o prefeito Luciano Leitoa (PSB) vem fazendo mistério em torno do nome que indicará para sucedê-lo nas eleições de 2020, o seu primo e deputado estadual Rafael Leitoa (Líder do Governo na Assembleia Legislativa do Maranhão) rompeu o silêncio e admitiu pela primeira vez entrar na disputa pela Prefeitura de Timon. O fato se deu após questionamento feito pelo jornalista John Cutrim em seu blog, no portal do Jornal Pequeno, de São Luís, assim desse jeito: “Questionado pelo editor do blog quais nomes estão sendo avaliados, além do dele, Rafael Leitoa citou a professora Dinair Veloso (secretária de Educação), Victor Hugo (secretário de Parcerias e Investimentos) e o vereador Uilma Resende”, escreveu o jornalista John Cutrim. 

 Diante dessa tal afirmação, Rafael Leitoa criou um mal-estar na base governista municipal pelo fato de ter excluído dois nomes importantes que estão sendo citados em todos os prognósticos sobre a sucessão de Luciano Leitoa, sendo eles, o secretário Municipal de Saúde, Márcio Sá e o vice-prefeito João Rodolfo (secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e do Turismo). Além disso, o parlamentar quebrou o protocolo de segredo do prefeito Luciano Leitoa de fazer o anúncio oficial revelando o verdadeiro nome a ser indicado como representante da base de situação.  E outro detalhe muito interessante, na mesma declaração o deputado Rafael Leitoa deixou transparecer que ele é pré-candidato a prefeito, ou então, a professora Dinair Veloso e ainda Uilma Resende (ex-presidente da Câmara Municipal de Timon). E os outros podem tirar o cavalo da chuva. Ou Rafael Leitoa agiu precipitadamente, ingenuamente ou se fez de doido?


Nenhum comentário:

Postar um comentário